Como Bill Gates e outros bilionários reagiram à vitória de Biden

Reprodução Forbes
Reprodução Forbes

“Estou ansioso para trabalhar com o novo governo e líderes de ambos os lados no Congresso”, disse Gates em um tuite no sábado (7)

Algumas das pessoas mais ricas do mundo parabenizaram publicamente o democrata Joe Biden pela histórica vitória na corrida à presidência dos Estados Unidos no fim de semana, embora o bilionário Donald Trump ainda não tenha admitido a derrota.

Um bilionário –o caubói do fundo de hedge Bill Ackman, cujo patrimônio líquido a Forbes estima em US$ 2 bilhões– aconselhou diretamente Trump a ceder em um tuíte. “Chega um momento na batalha em que se deve desmontar a barraca. Em vez disso, concentre-se em suas realizações nos últimos quatro anos”, escreveu Ackman no sábado (7). “Conceda graciosamente e clame pela união de todos os que o apoiaram.”

VEJA TAMBÉM: Joe Biden é o novo presidente dos Estados Unidos

Outros bilionários parabenizaram Biden por sua vitória, incluindo o cofundador e filantropo da Microsoft Bill Gates. “Estou ansioso para trabalhar com o novo governo e líderes de ambos os lados no Congresso para manter a pandemia sob controle”, tuitou Gates pouco depois de Biden ser considerado o vencedor pela Associated Press no sábado.

É uma reação notável da terceira pessoa mais rica do mundo. Quando a pandemia de coronavírus se consolidou, Gates, que atualmente tem patrimônio estimado em US$ 118 bilhões, prometeu destinar US$ 300 milhões por meio de sua fundação de caridade para o desenvolvimento de vacinas e outros esforços de combate à Covid-19. Ele também criticou a resposta dos EUA à pandemia até o momento, dizendo à Fox News em setembro que “fizemos um trabalho muito ruim” e precisamos “admitir o fato”.

Alguns dos doadores bilionários da campanha de Biden também aplaudiram sua vitória. A filantropa Laurene Powell Jobs, cujo patrimônio líquido a Forbes estima em quase US$ 20 bilhões, doou US$ 100 mil para sua campanha. Ela celebrou a ascendência histórica de Kamala Harris como a primeira mulher e a primeira afro-asiática americana a se tornar vice-presidente em um tuíte no sábado, descrevendo a conquista como um “teto de vidro quebrado de uma vez por todas”.

O ex-investidor de risco que virou celebridade Chris Sacca, que com sua esposa, Crystal Sacca, doou US$ 420 mil de sua fortuna estimada de US$ 1,1 bilhão para Biden, também aplaudiu o resultado da eleição. “Joe e Kamala trazem ciência, inovação e compreensão do ecossistema de oportunidades de volta para a Casa Branca”, tuitou Sacca no sábado, dizendo que havia dado a declaração a uma empresa de notícias de propriedade do magnata da mídia conservadora (e amigo de longa data de Trump) Rupert Murdoch, mas a organização disse a Sacca que não a publicaria. “Eu não poderia estar mais otimista”, acrescentou sobre o que a administração de Biden significa para os investidores.

“Quero parabenizar @JoeBiden e @KamalaHarris pela vitória histórica”, tuitou o governador de Illinois e bilionário J.B. Pritzker, acrescentando que está ansioso para trabalhar com a nova administração. A Forbes relatou anteriormente que Pritzker e sua esposa doaram US$ 1,4 milhão para a campanha de Biden, e que seu patrimônio líquido é estimado em cerca de US$ 3,5 bilhões.

E AINDA: Investidores devem ficar aliviados após redes projetarem vitória de Biden

Os bilionários do entretenimento Oprah Winfrey e Tyler Perry também saudaram os vencedores. Winfrey, cujo patrimônio é estimado em US$ 2,6 bilhões, comentou a vitória de Biden como um “recomeço” para a “alma da América”. Perry, cuja fortuna a Forbes estima em US$ 1 bilhão, tuitou no sábado que “a mudança está aqui”, acrescentando: “Estou em lágrimas!”

Trump não foi o único bilionário concorrendo em 2020. O ativista das mudanças climáticas Tom Steyer e o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg brigaram contra Biden pela indicação democrata. Depois de desistir, Steyer e sua esposa doaram US$ 640 mil para a campanha de Biden, de sua fortuna de US$ 1,4 bilhão, enquanto Bloomberg –que gastou US$ 1 bilhão em sua própria campanha– destinou US$ 15 milhões de sua fortuna de quase US$ 55 bilhões para organizações progressistas. Ambos parabenizaram Biden pela vitória.

O fundador da Virgin, Richard Branson, que é britânico (e que a fortuna é estimada pela Forbes em US$ 4,6 bilhões), deu seus cumprimentos internacionais Biden como presidente eleito. “Agora é a hora de unir a América como Estados Unidos e iniciar a cura”, tuitou Branson. “O mundo vai estar torcendo por isso”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).