Como um casal desempregado virou o jogo fazendo sabonetes

Teresa Otto/Getty Images
Teresa Otto/Getty Images

O leite de cabra ajuda pessoas com pele sensível e minimiza os efeitos da rosácea

Se você já assistiu à série televisiva “Schitt’s Creek”, provavelmente sabe que David Rose (Dan Levy) e seu sócio, Patrick Brewer (Noah Reid), tocam a farmácia Rose Apothecary no meio de uma cidadezinha. A série parece ter um forte paralelo com a vida dos empresários Josh Kilmer-Purcell e o marido, o dr. Brent Ridge.

Urbanos, eles não pretendiam virar donos de fazenda de cabras; no entanto, depois de um passeio de fim de semana no outono de 2006, com direito a colheita de maçãs, o casal nova-iorquino logo se apaixonou pelo ambiente rural. Ao rodarem pelo interior do estado de Nova York, encontraram à venda a Beekman Farm, uma propriedade fundada em 1802. Em meados de 2007, concluíram a compra da fazenda para fugir da cidade nos fins de semana.

Depois de alguns meses morando lá, eles encontraram na caixa de correio um bilhete que mudaria sua vida. O bilhete era do vizinho, o criador John, que dizia não ter dinheiro suficiente para manter sua fazenda em funcionamento e queria saber se os vizinhos teriam a bondade de abrigar o rebanho de cabras e deixá-las pastar em seus campos. Josh e Brent refletiram, concordaram em receber as cabras e até ofereceram a John um lugar para morar na propriedade, onde ele vive até hoje. Simples assim, dois homens com experiência nula em criação viraram donos de cabras.

A criação de cabras era um contraste gritante com o trabalho principal deles na cidade de Nova York, onde Josh era diretor criativo sênior de uma agência de publicidade e Brent, formado em geriatria, era vice-presidente de Vida Saudável da Martha Stewart Living Omnimedia. Após a recessão de 2008, ambos foram despedidos com um mês de diferença e, com uma enorme hipoteca a pagar, decidiram que deviam tornar a fazenda lucrativa para manter vivo seu sonho rural. Com a ajuda do rebanho de John, os dois começaram a trabalhar, passando a fazer sabonete de leite de cabra em tempo integral.

Logo a dupla descobriu que o leite de cabra ajudava pessoas com pele sensível e minimizava os efeitos da rosácea, dermatite e outros problemas dermatológicos. Resolveram tirar proveito dessa tendência lançando a linha de produtos Beekman 1802.

Divulgação
Divulgação

Josh Kilmer-Purcell e Brent Ridge com seu novo mostruário

A marca não demorou para adquirir ótima reputação na comunidade de cuidados dermatológicos. Aparecer na TV segurando cabras fofas também ajudou. Em 2009, começaram a filmar a série televisiva “The Fabulous Beekman Boys”, que documentava as dificuldades de compatibilizar a fazenda com os negócios e o relacionamento.

“Quando você limpa a pele com leite de cabra, você não afeta o pH, não afeta o manto ácido da pele e, portanto, não afeta o microbioma”, explica o geriatra Brent. “Basicamente, o microbioma controla todos os processos inflamatórios que deixam sua pele seca ou oleosa ou que causam irrupções e evidenciam os sinais de envelhecimento, vincos e rugas.” Por fim, ele reflete: “Se o criador John não tivesse nos procurado, desesperado, pedindo um pouquinho de boa vontade e bondade para abrigarmos as cabras e a ele, a empresa nunca teria surgido”.

Essa bondade agora está ajudando peles de todos os lugares. E a hipoteca deixou de ser problema: a meta de faturamento para 2021 é de US$ 100 milhões.

Reportagem publicada na edição 80, lançada em setembro de 2020

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).