Conheça Zhang Yiming, o jovem bilionário do TikTok e a 9ª pessoa mais rica da China

VCG/Getty Images
VCG/Getty Images

Zhang Yiming foi um dos integrantes da lista Under 30 da China em 2013, aos 27 anos, após fundar a ByteDance

Nascido em Longyan, na província de Fujian, na China, Zhang Yiming, 36 anos, é filho de um funcionário público e de uma enfermeira. O bilionário, fundador e CEO da ByteDance e do popular aplicativo controlado por ela TikTok, também desenvolvido por ele, iniciou sua carreira acadêmica no curso de Microeletrônica da Universidade de Nankia, mas optou por migrar para Ciência da Computação e se especializou em Engenharia de Software.

Após finalizar os estudos em 2005, Yiming teve sua primeira experiência profissional em 2006, na startup de reservas de viagem Koxun. Em seu segundo ano na empresa, como engenheiro, já liderava mais de 40 funcionários do setor de back end e desenvolvimento de produto.

VEJA TAMBÉM: 10 bilionários mais ricos da China em 2020

Yiming também tem em seu currículo uma breve passagem pela gigante de tecnologia Microsoft, que não se prolongou por conta das regras corporativas que não o agradavam. Na sequência, foi para a Fanfou, uma versão chinesa do Twitter e, em 2009, aos 26 anos, fundou sua primeira empresa: a 99Fang, uma plataforma de informações detalhadas sobre imóveis disponíveis para transações.

A ByteDance, empresa de tecnologia da internet e grande aposta do bilionário, nasceu em 2012 e, com ela, veio o sucesso de Yiming. Entre os negócios controlados por ela estão as redes sociais FlipChart e o Duoshan, além do Toutiao, aplicativo que fornece conteúdo de notícias conforme o perfil de interesses do usuário.

Em 2016, quando foi criado, o TikTok recebeu o nome de Douyin. A ideia da plataforma era ser um concorrente direto do aplicativo Musical.ly, grande sucesso entre os jovens chineses. A mudança de nome aconteceu em 2017, quando o TikTok foi lançado globalmente – em seu país de origem, a China, no entanto, a ByteDance ainda disponibiliza a versão Douyin do aplicativo.

Ainda no ano de 2017, a ByteDance comprou o concorrente Musical.ly, em uma transação estimada entre US$ 800 milhões e US$ 1 bilhão. Em 2018, o Musial.ly teve suas funcionalidades incorporadas ao TikTok.

Atualmente, o aplicativo está disponível em mais de 140 países e se consolidou como o mais popular durante a pandemia de Covid-19, com receita de US$ 78 milhões apenas no mês de abril deste ano. O TikTok também enfrentou um grande desafio no segundo semestre, quando o presidente norte-americano Donald Trump anunciou o banimento da plataforma dos Estados Unidos a partir da segunda quinzena de setembro. A solução, ainda em negociação, envolve uma parceria com as empresas norte-americanas Oracle e Walmart para a estruturação de uma operação à parte no país, via uma nova empresa intitulada TikTok Global.

E AINDA: Proprietária do TikTok negocia investimento que a avaliará em US$ 180 bi

À frente dos negócios da ByteDance, Yiming viu sua fortuna crescer nos últimos anos e decolar em 2020. O empreendedor, a 9ª pessoa mais rica da China, com patrimônio estimado de US$ 27,7 bilhões, estreou na lista de bilionários do mundo da Forbes em 2018, com US$ 4 bilhões. Em abril de 2020, Yiming ocupou a 61ª posição entre os mais ricos do mundo e, na época, sua fortuna era de US$ 16,2 bilhões, mesmo valor registrado no levantamento da Forbes de 2019. O empreendedor também foi um dos integrantes da lista Under 30 da China em 2013, aos 27 anos, após fundar a ByteDance. Entre março de 2018 e hoje (5), a riqueza de Yiming cresceu 692,5%

Hoje (5), fontes reportaram à Reuters que a controladora do TikTok está em negociações para uma rodada de financiamento de US$ 2 bilhões com os investidores do aplicativo, que inclui a Sequoia Capital e a General Atlantic. Se concretizado, o investimento elevará a avaliação da companhia para US$ 180 bilhões e, consequentemente, a fortuna do jovem bilionário.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).