M.A.P.A promove intervenções artísticas nas capitais brasileiras

Projeto expõe obras de 27 artistas em outdoors espalhados pelo país

Amanda Tucci
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Em Brasília, o outdoor exposto traz uma obra da artista Vera Chaves Barcellos

Acessibilidade


Com o isolamento social exigido pela pandemia da Covid-19, a visitação de pessoas a exposições artísticas ficou inevitavelmente interrompida, fazendo com que novas formas de expor fossem pensadas. O projeto M.A.P.A, Modos de Ação para Propagar Arte, já era algo que vinha sendo pensado pelas sócias Camilla Barella e Cecilia Tanure, da Viva Projects, agência que produz conteúdo, projetos e consultorias de arte contemporânea. O cenário atual foi só o empurrão que faltava para dar vida a ele.

Junto da curadora Patrícia Wagner, a primeira mostra do projeto começou a ser idealizada e, com o objetivo de levar obras de arte para espaços públicos, para serem vistas pelo maior número de pessoas possível, a “No Calor da Hora” nasceu. A mostra propõe uma intervenção artística de proporção nacional e com ampla pluralidade de vozes e discursos.

LEIA MAIS: Robôs mediam visita particular a exibição de arte pop em Londres

Vinte e sete artistas foram convidados a criar, como o próprio nome já diz, no calor do momento. “Pensamos que havia um assunto comum ao mundo inteiro, e, portanto, ao país inteiro. Nós mudamos a escala inicial do projeto e pensamos em um suporte que pudesse ser usado para expor à distância, e aí veio a ideia do Outdoor”, explica Patrícia sobre a curadoria da mostra. “Já que era uma mostra nacional, convidamos artistas do país inteiro e com experiências artísticas e assuntos diversos, tentamos oferecer uma multiplicidade temática”, completa.

Divulgação
Divulgação

Outdoor em Rio Branco com obra de Aline Motta

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Obras de artistas como Paulo Bruscky, Arnaldo Antunes, Bárbara Wagner, Benjamin Burca e Paulo Nazareth estarão estampadas em outdoors espalhados pelas capitais brasileiras em quatro ciclos de exposição. O primeiro ciclo,
iniciado dia 31 de agosto, inclui as seis primeiras capitais: Rio Branco, Curitiba, Vitória, Salvador, Cuiabá e Brasília.

Reportagem publicada na edição 80, lançada em setembro de 2020

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: