Ibovespa opera em queda impulsionado por greve dos servidores públicos

Ao menos 40 categorias de servidores públicos federais devem promover manifestações nas ruas de Brasília.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Getty Images

Acessibilidade


O Ibovespa opera em queda de 0,35%, a 105.999 pontos, às 15h00 de hoje (18), em dia de volatilidade, com o avanço de papéis de empresas exportadoras de commodities contrabalançando um clima de aversão ao risco nos mercados internacionais e preocupação com a cena fiscal no Brasil.

“O petróleo amanheceu em alta depois de atingir as máximas dos últimos sete anos, que foram impulsionadas pelas tensões no Oriente Médio entre os rebeldes do Iêmem e dos Emirados Árabes Unidos. [O novo preço do barril] deve favorecer ou, pelo menos, contribuir para o cenário de inflação global que já estamos vendo”, explica Pietra Guerra, especialista de ações da Clear Corretora.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A Vale (VALE3) subia 1,75%, enquanto os papéis da Petrobras (PETR3 e PETR4) caíam 1,39% e 1,08%, respectivamente, após subirem pela manhã.

No cenário doméstico, ao menos 40 categorias de servidores públicos federais devem promover manifestações nas ruas de Brasília. O gatilho que deflagrou os movimentos foi a autorização dada pelo governo para reajustar salários de algumas categorias policiais, o que gerou insatisfação em outras carreiras.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em Wall Street, os índices operam em queda. Às 15h00, o Dow Jones caía 1,77% a 35.275 pontos; o S&P 500 cedia 1,94% a 4.572 pontos; e o Nasdaq recuava 2,26% a 14.556 pontos.

Os principais índices de ações nos EUA reagem à alta dos títulos do governo norte-americano, o que afeta especialmente as ações ligadas ao setor de tecnologia. Os rendimentos dos Treasuries de dois anos, por exemplo, ultrapassaram 1% pela primeira vez desde fevereiro de 2020.

Os operadores do mercado se posicionam para um banco central dos EUA mais “hawkish” (duro com a inflação) antes da reunião de política monetária na próxima semana. Dez dos 11 principais setores do S&P 500 recuam no pregão, com tecnologia e serviços de comunicação liderando as perdas.

No mesmo horário, o dólar era negociado em alta de 0,87%, a R$ 5,5748 na venda, em meio a receios domésticos sobre protestos de servidores públicos e à força da moeda norte-americana no exterior. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: