O que uma pelvis em 3D diz sobre segurança na internet

Ex-hacker mostra como o banco de dados de hospitais está vulnerável a ataques.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Christiaan Beek é líder de um time de pesquisas da McAfee que transformou seu passado hacker em uma carreira de sucesso, na qual ajuda milhares de empresas e consumidores pelo mundo a se defenderem de cyber-criminosos. Por meio de uma experiência, em que imprimiu uma pelvis em uma impressora 3D, Beek mostra como o banco de dados de hospitais é vulnerável a invasões.

Acessibilidade


 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Compartilhe esta publicação: