Ana Fontes: “Fomos criadas para não estar no ambiente de poder”

Reprodução
Ana Fontes, presidente da Rede de Mulheres Empreendedoras do Brasil, fala sobre as dificuldades enfrentadas pelas empresárias no país

Segundo dados recentes do Sebrae, 40,1% das mulheres empreendem porque precisam ganhar mais; outras 33,6%, porque buscam independência financeira. Somente 5% abrem um negócio com planejamento e recursos para isso.

Para falar sobre esse tema, conversamos com Ana Fontes, presidente da Rede de Mulheres Empreendedoras do Brasil, a primeira e a maior plataforma de apoio ao empreendedorismo feminino do país, com o propósito de empoderar empresárias economicamente, garantindo independência financeira e de decisão sobre seus negócios e suas vidas.

“A gente foi criada para não estar no ambiente do dinheiro, para não estar no ambiente de poder”, afirma Ana.

Não fomos ensinadas a cuidar de dinheiro. Por medo, delegamos a gestão financeira, que é o coração de nossa empresa, para quem julgamos “saber”. Talvez seja essa uma das razões do elevado número de mortalidade dos negócios geridos por mulheres.

Ainda segundo o Sebrae, trabalhamos em média 18% menos horas em nossos empreendimentos do que os homens, por termos outros afazeres além de buscar nosso sustento. E as diferenças não param: pagamos mais juros que os homens quando tomamos um empréstimo, em média 3,5% mais que eles. Aceitável seria se fossemos mais inadimplentes, ocorre que mulheres são melhores pagadoras.

A RME mantém um portal com conteúdo gratuito sobre empreendedorismo e disponibiliza um mural de anúncios dos negócios das mais de 56 mil participantes da rede.

Para cumprir sua missão, Ana e sua equipe não só se colocam no lugar das mulheres empreendedoras, mas também agem. Por meio de de palestras, workshops, eventos de networking, rodadas de negócios e programa de mentoria, a RME promove uma verdadeira capacitação às participantes. O Facebook é o principal canal de divulgação das atividades, com mais de 260 mil fãs na página e um grupo com mais de 30 mil empresárias em diálogo constante.

Sabemos que podemos cometer erros, precisamos é parar, analisar e aprender com os mesmos. A RME está aí para aumentar suas chances de sucesso. Empreenda como uma mulher!


Francine Mendes é educadora financeira para mulheres, economista pela Universidade Federal de Santa Catarina, com mestrado em psicanálise do consumo pela Universidade Kennedy. Apresentadora do canal Mary Poupe, no YouTube, e comunicadora na RiCTV Record.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).