Nina Silva: “a tecnologia existe para o impacto social”

Reprodução
Sócia fundadora do Movimento Black Money, Nina Silva fala sobre como atua para dar mais visibilidade aos profissionais da comunidade negra

Em mais uma edição da série sobre inovação, empreendedorismo e transformação digital, direto do estúdio da Forbes na Regus, Tiago Alves, CEO da Regus do Brasil, entrevista Nina Silva, sócia fundadora do Movimento Black Money, que compartilha sua experiência dentro do cenário de tecnologia e quais foram os gatilhos que a fizeram desenvolver o Movimento Black Money (MBM).

Nina conta que o MBM é focado em utilizar a tecnologia para impactar a vida de outras pessoas negras. Além disso, o movimento visa apoiar a comunidade negra com ferramentas tecnológicas e acesso aos serviços financeiros para uma melhor autonomia do empreendedor negro e negra. O MBM é um hub de inovação negro com o intuito de empoderar e reforça a intenção de trazer uma cadeia produtiva muito mais plural para todos os segmentos.

Outro ponto importante, segundo Nina, é de dar mais visibilidade aos profissionais da comunidade negra em empresas para que essa contratação seja cada vez mais intencional. “Há muitas empresas que sabem que precisam ter pessoas diversas no seu quadro, que pessoas diversas trazem maior performance, pensam de uma maneira mais ágil, conseguem trazer soluções diversas e dialogar com públicos diferentes também”, completa.

“A gente não fala de meritocracia, a gente fala de equidade de oportunidades. Enquanto o mundo, as empresas e a sociedade civíl não estiverem voltados para isso, nós teremos de ‘hackear’ o sistema”, afirma Nina, considerada uma das mulheres mais poderosas do Brasil pela Forbes.

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).