Como conduzir sua carreira de acordo com a idade

GettyImages
É possível separar a forma como pensamos o nosso trabalho em décadas e nos concentrar no que queremos realizar em cada momento

Quando se trata de gerenciar a carreira, tendemos a pensar em planos de cinco anos mais do que no legado a longo prazo – e isso pode acabar nos detendo de maneiras que, inicialmente, não percebemos.

VEJA TAMBÉM: 7 coisas que podem acabar com a sua carreira

Embora certamente não exista um conjunto de conselhos exatos que possam ser aplicados a todas as carreiras, podemos separar a forma como pensamos o nosso trabalho em décadas e nos concentrar no que queremos realizar em cada uma delas para, assim, prepararmos o nosso futuro. Natalia Peart, que era psicóloga da equipe da Universidade Johns Hopkins e escreveu “Future Proofed: How To Navigate Disruptive Change, Find Calm in Chaos, and Succeed in Work & Life” (Futuro à prova: como navegar na mudança disruptiva, encontrar calma no caos e ter sucesso no trabalho e na vida, em tradução livre), diz que precisamos parar de ser passivos sobre o progresso profissional.

“Não existe mais aquela história de esperar que alguém decida como sua carreira deve progredir. Ou deixar para encarar novamente o mercado de trabalho somente quando estiver infeliz no atual emprego ou for forçado a procurar por uma nova empresa”, explica. “Você deve sempre se considerar no mercado de trabalho e aberto a possíveis novas oportunidades.”

Veja, na galeria de imagens a seguir, as dicas da autora e psicóloga sobre o que fazer em cada década da sua vida profissional:

  • Aos 20 anos

    – Torne-se um freelancer, dado que a economia para profissionais independentes tende a continuar em crescimento

    – Mesmo se tiver um trabalho integral, tenha pelo menos alguma produção em paralelo

    – Monte seu site e tenha um domínio com seu nome nele

    – Independentemente da profissão, aperfeiçoe-se habilidades flexíveis como capacidade de adaptação, comunicação, trabalho em equipe, resiliência e pensamento crítico

    – Concentre esforços em construir redes de relacionamento e encontrar mentores. Isso vai servir de degrau para o seu futuro profissional

    – Conheça novas pessoas e exponha-se a diferentes ideias e metodologias. Não isole sua visão de mundo

    – Não se preocupe se você não tem segurança sobre sua trajetória de carreira de imediato. Você não precisa dominar todos os passos no início

  • Aos 30 anos

    – Seja claro e tenha um objetivo para a sua vida – ele será seu “plano de carreira” e o ajudará a fazer tudo, desde se recuperar de um contratempo até identificar melhores oportunidades

    – Pare de se enxergar apenas como um cargo. Não é isso que define sua carreira

    – Amplie ainda mais sua rede de contatos. Participe de associações, grupos e seminários profissionais

    – Voluntarie-se para posições de liderança ou participações em eventos. Construa sua marca com presença

    – Mesmo que você faça uma pausa na carreira para começar uma família, mantenha-se conectado à sua rede. Isso ajudará você a retomar a vida profissional quando for o momento

  • Aos 40 anos

    – Reavalie como você se vê – este pode ser o momento para uma reinvenção pessoal ou profissional

    – Considere novas oportunidades, talvez por incentivos financeiros ou satisfação na carreira

    – Atrele suas experiências de trabalho à sua história. Isso vai ajudá-lo a se perceber como alguém além de um cargo

    – Ligue os pontos entre onde você esteve e onde você quer estar

    – Identifique as principais áreas para crescimento

    – Determine quais valores você deseja passar para as outras pessoas e examine o que gostaria que fosse o seu legado

    – Negocie seu salário ou fique de olho em novas oportunidades, não confie em revisões formais

    – Mantenha suas experiências atualizadas em seu currículo e/ou portfólio, pois elas aumentarão com o passar dos anos

    – Esteja por dentro das tendências e mudanças na sua área, não fique desatualizado

    – Assegure-se de ser alfabetizado digitalmente – obrigatório para qualquer idade

  • Aos 50 anos

    – Experimente a mentoria. Essa é uma maneira de preencher lacunas geracionais, compartilhando informações

    – Aumente a visibilidade assumindo uma função que aproveite sua experiência;

    – Determine o valor da empresa e do empregador para o qual trabalha, não apenas a longevidade da sua carreira

    – Certifique-se de que você é capaz de contar uma história convincente de como suas experiências o tornam inestimável para o seu empregador

    – Mantenha-se focado nos lucros da sua empresa, de modo que seu valor seja quantificável

    – Concentre-se em seu legado – os projetos pelos quais quer ser lembrado

    – Comece a pensar na aposentadoria e se você quer continuar trabalhando em algo

Aos 20 anos

– Torne-se um freelancer, dado que a economia para profissionais independentes tende a continuar em crescimento

– Mesmo se tiver um trabalho integral, tenha pelo menos alguma produção em paralelo

– Monte seu site e tenha um domínio com seu nome nele

– Independentemente da profissão, aperfeiçoe-se habilidades flexíveis como capacidade de adaptação, comunicação, trabalho em equipe, resiliência e pensamento crítico

– Concentre esforços em construir redes de relacionamento e encontrar mentores. Isso vai servir de degrau para o seu futuro profissional

– Conheça novas pessoas e exponha-se a diferentes ideias e metodologias. Não isole sua visão de mundo

– Não se preocupe se você não tem segurança sobre sua trajetória de carreira de imediato. Você não precisa dominar todos os passos no início

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).