6 dicas para fazer seu currículo ser visto e conseguir uma entrevista

thianchaisi tthikongsak/ Getty Images
thianchaisi tthikongsak/ Getty Images

É importante ter uma apresentação clara, pois recrutadores gastam apenas sete segundos revisando

Segundo o site de carreiras “Ladders”, os recrutadores gastam apenas 7,4 segundos revisando um currículo. Ou seja, você tem menos de 8 segundos para causar uma boa impressão. A maioria dos candidatos a emprego deseja compartilhar tudo sobre eles em seu currículo. Mas, dessa forma, o documento se torna confuso e pesado. Além disso, a maioria dos currículos carece de um propósito claro, e deixa os recrutadores sem entender habilidades e como elas se traduzirão na função para a qual você está se candidatando.

Esse site de carreiras descobriu que os currículos onde os recrutadores gastaram mais tempo e o foco têm:

LEIA MAIS: 5 elementos para construir carisma virtual

  • uma visão geral ou declaração de missão no topo da primeira página
  • um fluxo claro com cabeçalhos, títulos e seções marcadas, apoiadas por listas com marcadores de realizações
  • palavras-chave relevantes apresentadas no contexto ao longo do currículo

Veja na galeria abaixo seis dicas para melhorar o currículo:

  • 1. Menos é mais

    Na maioria das vezes, as pessoas contratadas para uma função específica nunca trabalharam naquela posição ou apenas naquela posição. Por esse motivo, mantenha seu currículo simples e se certifique de que seja de fácil compreensão. Para ser notado rapidamente, Ben Lamarche, gerente geral do Lock Search Group, empresa de recrutamento de empregos, enfatiza: “Aponte suas habilidades mais comercializáveis ​​e experiências de gerenciamento relevantes. Não entre em detalhes para que o leitor consiga formar uma rápida imagem mental de você como candidato”.

    Deepak Shukla, fundador da Pearl Lemon, uma agência de SEO, disse: “Elimine qualquer floreio ou experiência que não seja relevante para a posição. Isso coloca maior ênfase nas informações que realmente importam para o recrutador”. Além disso, tente manter seu currículo em uma página e não mais do que duas. David Reitman, Esq., proprietário da DLR Associates Recruiting, outra empresa de recrutamento, recomenda “focar nos últimos cinco a dez anos. Qualquer coisa mais antiga deve simplesmente ser mencionada em não mais de uma linha, descrevendo as funções do trabalho. Evite repetir informações. Se seu último trabalho foi semelhante ao trabalho atual, não repita tudo o que você fez; em vez disso, diga “atividades semelhantes.”

    Shannon Fagan/ Getty Images
  • 2. Use palavras-chave na descrição do trabalho

    Os candidatos costumam reclamar de conseguirem passar pelo sistema de rastreamento de candidatos. A razão é porque essa AI procura palavras-chave específicas que já estão na descrição do trabalho. Como um candidato a emprego, é importante adaptar seu currículo para incluir as palavras-chave que são relevantes para sua experiência.

    Yaffa Grace, fundadora da The Essential Resume, empresa de carreiras, aconselha seus clientes a pegar um marcador amarelo e destacar palavras que aparecem várias vezes na descrição do trabalho. Ela disse: certifique-se de usar essas palavras-chave apenas se tiver a experiência refletida nela. Você pode fazer isso apoiando as palavras-chave com experiências profissionais que demonstrem que você tem conhecimento. A pior coisa que você pode fazer é mentir ou exagerar sua experiência. O entrevistador vai descobrir essas mentiras. E se o entrevistador não descobrir, o seu desempenho certamente o revelará.

    Por fim, se você dizer que é detalhista, certifique-se de revisar seu currículo em busca de erros e peça a outra pessoa para examiná-lo também. A maneira mais rápida de cair na pilha de rejeitados é contradizer o que você afirma.

    Brothers 91/ Getty Images
  • 3. Adapte o seu currículo à posição

    A maioria dos candidatos a emprego têm vários resumos. Cada currículo é adaptado especificamente para a função para a qual eles estão se candidatando, usando as palavras-chave nessa descrição de trabalho. Se você tem uma vasta experiência e está se candidatando a vários tipos de cargos, é importante adaptar seu currículo para falar sobre as habilidades desses cargos. Por exemplo, se você está se candidatando a uma posição de desenvolvedor, você precisa remover as habilidades não relevantes e personalizar seu currículo para as que são.

    Chris Waltenbaugh, especialista em processamento de pagamentos do Payment Depot, explica que “os currículos que se destacam são aqueles que mostram que a pessoa parou para pensar sobre a posição a que está se candidatando e elaborou cuidadosamente um documento que demonstra seu entendimento, e que ela é única para esse trabalho”.

    Nitchakul Sangpetch- EyeEm/ GettyImages
  • 4. Concentre-se em realizações específicas

    Em vez de listar pontos genéricos da descrição do trabalho, use exemplos específicos que demonstrem o que você realizou em sua carreira, não apenas o que sabe fazer. Por exemplo, usar uma afirmação como “Aumentou a taxa de retenção de funcionários em 45%” é mais forte do que “Melhorou a experiência do funcionário”. Isso não apenas mostra um resultado específico do seu trabalho, mas demonstra seu sucesso, que pode beneficiar a empresa para a qual você está se inscrevendo.

    Petra Odak, diretora de marketing da Better Proposals compartilha que “uma coisa que com certeza chamará minha atenção quando estou contratando, é o portfólio. Contratamos para vários cargos de marketing recentemente, e os candidatos que mais se destacaram foram aqueles que forneceram uma amostra ou um exemplo de seu trabalho. Seja redação, design ou qualquer outra coisa. Aqueles que se esforçaram mais e nos mostraram o que podem fazer foram aqueles que conseguiram uma entrevista.” Ela acrescenta: “Todos podem escrever um bom currículo e uma carta de apresentação, mas um exemplo bom mostra que você realmente pode fazer o trabalho”.

    damircudic/ Getty Images
  • 5. Esteja um passo à frente

    Chamar a atenção do recrutador requer um esforço adicional. Christy Noel, especialista em carreira, executiva de marketing e autora de “Your Personal Career” (“Sua Carreira Pessoal”, em tradução livre), diz que “não é suficiente depender apenas do quadro geral do mercado de trabalho ou de um portal que você se inscreve para enviar sua candidatura”.

    “Você deve fazer uma boa rede de contatos para encontrar alguém que conheça uma pessoa dentro da empresa que deseja e possa enviar seu currículo ao recrutador ou gerente de contratação”, afirma. Ela explica que as indicações têm 50% de probabilidade viraram uma entrevista, enquanto o restante têm apenas 3% de probabilidade. “Fazer com que essa pessoa recomende seu currículo é fundamental para sua procura de emprego.” O LinkedIn é inestimável quando se trata de networking. Procure sites ou rede sociais para encontrar o e-mail de pessoas específicas dentro da organização para que você possa enviar seu currículo e carta de apresentação diretamente para elas.

    Outra maneira de se destacar é sendo original em sua abordagem. Andrew Taylor, diretor da Net Lawman, empresa americana de documentação legal, diz “você pode fazer seu currículo se destacar criando um infográfico e incluindo um vídeo para sua carta de apresentação”.

    Alys Tomlinson/ Getty Images
  • 6. Crie uma carta de apresentação personalizada

    Uma carta de apresentação personalizada mostra ao empregador que você leva a sério a posição para a qual está se candidatando. Lawrence Calman-Grimsdale, assistente de inteligência de marketing da Jump, afirma que “é infinitamente melhor se candidatar a três empregos com cartas de apresentação personalizadas do que 100 empregos sem nenhuma carta”. Uma carta de apresentação deve ser bem organizada, concisa e explicar pontos específicos de seu currículo que sejam relevantes para o cargo. Além disso, se você tiver lacunas em seu currículo, certifique-se de dar uma breve explicação (preocupações com a saúde, cuidar de um pai doente etc.) para que o recrutador não fique se perguntando.

    Para começar, certifique-se de enviar a carta de apresentação ao gerente de contratação na organização. A partir daí, cada parágrafo deve ser dividido em como você encontrou a função e o que o fez querer aplicar, expandindo em partes específicas quais habilidades são relevantes para a função e, finalmente, um resumo declarando seu entusiasmo pela função, como eles podem contatá-lo e agradecê-los pelo seu tempo.

    thianchaisi tthikongsak/ Getty Images

1. Menos é mais

Na maioria das vezes, as pessoas contratadas para uma função específica nunca trabalharam naquela posição ou apenas naquela posição. Por esse motivo, mantenha seu currículo simples e se certifique de que seja de fácil compreensão. Para ser notado rapidamente, Ben Lamarche, gerente geral do Lock Search Group, empresa de recrutamento de empregos, enfatiza: “Aponte suas habilidades mais comercializáveis ​​e experiências de gerenciamento relevantes. Não entre em detalhes para que o leitor consiga formar uma rápida imagem mental de você como candidato”.

Deepak Shukla, fundador da Pearl Lemon, uma agência de SEO, disse: “Elimine qualquer floreio ou experiência que não seja relevante para a posição. Isso coloca maior ênfase nas informações que realmente importam para o recrutador”. Além disso, tente manter seu currículo em uma página e não mais do que duas. David Reitman, Esq., proprietário da DLR Associates Recruiting, outra empresa de recrutamento, recomenda “focar nos últimos cinco a dez anos. Qualquer coisa mais antiga deve simplesmente ser mencionada em não mais de uma linha, descrevendo as funções do trabalho. Evite repetir informações. Se seu último trabalho foi semelhante ao trabalho atual, não repita tudo o que você fez; em vez disso, diga “atividades semelhantes.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).