C-Suite: Salvador Dahan é o novo diretor de governança e conformidade da Petrobras

Divulgação
Divulgação

Salvador Dahan [foto] é o novo diretor de governança e conformidade da Petrobras

O C-Suite desta quinzena traz movimentações de executivos em várias áreas, com destaque para o setor financeiro. O Itaú BBA anunciou a chegada de Daniel Erlich, ex-Cargill, para liderar a montagem de uma trading voltada para o agronegócio. Enquanto isso, a Cielo informou que Gustavo Henrique Santos de Sousa é o novo presidente da companhia após a renúncia de Paulo Caffarelli. Até então, o executivo liderava a área de finanças e relações com investidores. 

No setor de tecnologia, a Positivo contratou Rodrigo Guercio para a recém-criada vice-presidência de mercado corporativo, atendendo assim às necessidades de computação das empresas brasileiras de todos os portes. Já a Deezer nomeou Jeronimo Folgueira como novo CEO global da companhia após a saída de Hans-Holger Albrecht, que seguirá como membro do conselho administrativo. 

LEIA MAIS: C-Suite: Renata Vilanova Lobo é a nova head de produtos para América Latina do J.P. Morgan

No mercado farmacêutico, a Bayer anunciou uma alteração no seu board de lideranças com a aposentadoria de Brett Begemann, que atuava como COO (chief operating officer) da companhia. Rodrigo Santos, anteriormente líder de operações comerciais da Crop Science na América Latina, assumirá a responsabilidade global pela organização comercial da divisão. 

Nesta edição, o C-Suite conversou com Salvador Dahan, novo diretor de governança e conformidade da Petrobras. Com mais de 22 anos de experiência no setor, o executivo é bacharel em direito pelo Mackenzie e pós-graduado em liderança empresarial pelo Insper. Anteriormente, atuou como diretor de riscos da Nissan Motors e como gerente de segurança no Grupo Gerdau. 

Leia, a seguir, os planos do executivo na nova posição:

Forbes: Como recuperar a confiança das pessoas, das empresas e das demais instituições após casos como o da Operação Lava Jato, que afetou a credibilidade da Petrobras?

Salvador Dahan: A Petrobras investiu grandemente no fortalecimento do seu sistema de integridade e conseguiu virar uma página da sua história. Estamos em uma fase pós Lava Jato e os avanços nas diversas políticas, estratégias e ferramentas de compliance já são percebidos pelo mercado, autoridades e sociedade. Um exemplo da retomada dessa confiança foi a volta da companhia a ser elegível para o recebimento de investimentos do maior fundo de pensão da Noruega (KLP). Outro mais recente foi o convite para participar de um grupo de trabalho que vai contribuir com a formulação de regras anticorrupção para os Ministérios Públicos de todo o país, incluindo o Ministério Público Federal. O reconhecimento externo sinaliza que estamos no caminho certo. Seguiremos evoluindo na consolidação de uma cultura de integridade, com ações que promovam o diálogo e a transparência com os nossos colaboradores e parceiros de negócio.

F: Quais os desafios para melhorar a governança das estatais, normalmente enxergadas pela sociedade como estruturas onde os controles não são tão rígidos como na iniciativa privada?

SD: A Petrobras não apenas cumpre a Lei das Estatais e seus elevados padrões de governança, como também aperfeiçoa de forma contínua o seu sistema de governança em aderência às melhores práticas de mercado, fortalecendo os controles internos e a eficiência do processo decisório, fundamentais em um ambiente empresarial competitivo. Outro aspecto é que, por ser uma companhia aberta, com ações negociadas em bolsas de valores no país e no exterior, a companhia deve atender, ainda, a um rigoroso conjunto de critérios e parâmetros, como aqueles definidos por CVM, B3 e NYSE. Soma-se a isso a adesão voluntária da companhia ao Nível 2 da B3, segmento especial de listagem que exige práticas mais rigorosas de governança, o que demonstra o nosso comprometimento com as boas práticas de mercado.

F: O que você espera dos primeiros seis meses como diretor de governança e conformidade da Petrobras? Quais são as suas principais metas nesse intervalo de tempo?

SD: Neste momento darei continuidade aos projetos e às ações em curso na companhia voltadas ao fortalecimento da cultura de integridade. Essas são medidas importantes para ancorar essa visão e comportamento não só na Petrobras, mas também em todos aqueles com quem nos relacionamos. Entendo que um sistema de integridade eficaz contribui para a proteção da atividade econômica, que é um valor social, mitigando riscos de desvios.

F: E no longo prazo, o que você espera conquistar à frente da área na petroleira?

Garantir um sistema de integridade robusto para a Petrobras e para a sociedade como um todo. E isso será conduzido a partir da plena execução e aprimoramento do programa de integridade e das boas práticas de governança da empresa. Tais medidas alcançam não só a proteção de colaboradores e investidores como, por via reflexa, a sociedade. Um ambiente empresarial íntegro permite confiabilidade e atrai investimentos, contribuindo para o desenvolvimento social como um todo. Também queremos ir além do reconhecimento já alcançado e fazer com que o sistema de integridade da Petrobras tenha ainda mais destaque em nível mundial, com transparência e fortalecimento da confiança dos nossos públicos de interesse.

Veja, abaixo, outras movimentações C-Level que ocorreram nos últimos 15 dias:

  • Rodrigo Guercio assume vice-presidência de mercado corporativo da Positivo Tecnologia

    A Positivo Tecnologia contratou Rodrigo Guercio como seu vice-presidente para mercado corporativo. O executivo chega à empresa de tecnologia com a responsabilidade de estruturar a nova área, que atenderá com soluções de hardware, software e serviços às necessidades de computação das empresas brasileiras de todos os portes. Em sua trajetória profissional, Guercio tem experiência em gestão de produtos, vendas e operações em empresas multinacionais de tecnologia como Dell, AMD e HP. O executivo é graduado em administração e negociações internacionais pelo Centro Universitário Newton Paiva de Belo Horizonte e possui MBA em marketing pela ESPM.

    Divulgação
  • Sandro Rego é o novo diretor de comunicação e marketing da MOSS

    A MOSS, plataforma de compra e venda de créditos de carbono, anunciou o jornalista Sandro Rego como o seu novo diretor de comunicação e marketing. O executivo soma mais de 25 anos de experiência nas áreas de marketing, relações institucionais, captação de investimentos e projetos de sustentabilidade. O jornalista tem passagens por CSN, Bunge, Grupo Boticário e Banco Safra, além de ter atuado como gerente geral no Brasil da FleishmanHillard.

    Divulgação
  • Mapfre anuncia Lucia Martinez Ribeiro como nova head de desenvolvimento de negócios

    A Mapfre, companhia de prestação de serviços financeiros, anunciou Lucia Martinez Ribeiro como a nova head de desenvolvimento de negócios. A executiva retorna ao Brasil após uma experiência de 25 anos de atuação internacional na companhia. Formada em administração de empresas em João Pessoa (PB), com MBA e doutorado em marketing em Madri, na Espanha, a executiva atua desde 1998 na empresa, onde começou como gestora de sinistros na assistência em viagem e traslados médicos internacionais.

    Divulgação
  • Claudia Woods é a nova CEO da WeWork

    Após ser assumida pela Softbank Latin America Fund, a WeWork na América Latin anuncia Claudia Woods como nova líder da operação. A executiva, que já trabalhou no Walmart.com, Banco Original e Webmotors, além de ser ex-CEO da Uber Brasil, vai comandar os negócios nessa nova fase de joint venture.

    Reprodução/Forbes
  • Flores Online anuncia movimentação na liderança

    A Flores Online, e-commerce de flores e presentes, anunciou alterações no time de liderança. Lucas Buffo, que atuava como CTO, é o novo CEO, enquanto o antigo presidente, Luiz Torres, assume o comando do novo projeto do Grupo Flora – detentora da marca e também da Isabela Flores e Uniflores -, o Gingo. Já Jéssica Vachelli da Silva assume como a nova diretora de tecnologia.

    Graduado em administração pela FACAMP, Torres tem MBA executivo pela Universidade de Barcelona e acumula passagens por empresas como a Harvard Business Review e a Deloitte España. Já Buffo é bacharel em ciências da computação pela PUC de Minas Gerais, tendo atuado anteriormente como gerente de contas do Bradesco. Jéssica é graduada em engenharia da computação pela Unifae.

    Divulgação
  • Bayer anuncia novos líderes da divisão Crop Science

    A Bayer, farmacêutica que completa 125 anos no Brasil, anunciou Rodrigo Santos como novo diretor de operações da divisão agrícola da empresa, a Crop Science. O executivo substituirá Brett Begemann, que se aposentará de seu cargo após 38 anos na companhia. Com as alterações, Maurício Rodrigues assume a antiga posição de Santos e passa a ser o líder de operações comerciais da Crop Science na América Latina.

    Santos está há mais de 23 anos na empresa e trabalhou com vendas, marketing, estratégia e desenvolvimento de negócios, incluindo uma posição de liderança na Europa Oriental. Bacharel em engenharia agronômica pela ESALQ/USP, possui mestrado em administração de empresas pela FGV/Ohio University. Já Rodrigues está na companhia desde 1999 e ocupou diversas posições em finanças no Brasil, México e Estados Unidos. É graduado em engenharia civil pela POLI/USP, possui MBA pelo Insper e cursou o programa de CFO da Wharton School.

    Divulgação
  • Gustavo Sousa é o novo CEO da Cielo

    A Cielo, fintech de serviço financeiro, informou que Gustavo Henrique Santos de Sousa, que antes ocupava o cargo de vice-presidente de finanças e diretor de relações com investidores, é o novo CEO da companhia. A mudança aconteceu depois que Paulo Caffarelli renunciou à liderança do grupo. Graduado em administração de empresas pela UFRN, o executivo tem MBA em administração pela FGV e pela Universidade de Columbia, além de passagens por empresas como Banco do Brasil e Klabin.

    Paul Whitaker/Reuters
  • Bruno Pina se junta a Distrito para liderar a área de corporate venture

    Bruno Pina é o mais novo integrante da Distrito, plataforma de inovação aberta. O executivo, que em sua última passagem foi membro do board e diretor de inovação e tecnologia da AstraZeneca Brasil, assume a cadeira de chief of innovation experience e consolida a área de corporate venture. Bacharel em ciência da computação e com MBA executivo em gestão de TI, Pina já atuou em empresas como McKinsey & Company e IBM, onde liderou projetos e estratégias de transformação.

    Reprodução/Forbes
  • Cisco anuncia novo líder para o Brasil

    A Cisco anunciou Ricardo Mucci como novo country manager da empresa no Brasil. O executivo vai liderar os negócios da empresa e apoiar clientes, governos e parceiros no desenvolvimento de novas aplicações para transformação digital. Mucci está na Cisco desde 2017 e já conta com 27 anos de atuação no setor de tecnologia, com passagens por empresas como Oracle, IBM e Telefônica. Graduado em análise de sistemas pela Universidade Paulista, Mucci possui MBA pela Fundação Dom Cabral e pós-MBA na Kellogg School of Business, além de outras formações pela Fundação Getulio Vargas com foco em gestão de políticas públicas, telecomunicações e banking.

    Divulgação
  • Coty tem nova diretora de trade marketing

    Alethea Risoleo juntou-se ao time de liderança da Coty Brasil, empresa do segmento de cosméticos, para assumir a posição de diretora de trade marketing. A executiva terá como missão dar continuidade ao processo de democratização da beleza sugerido pela marca. Graduada em turismo pela USP e pós-graduada em marketing pela Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, Alethea tem cerca de 20 anos de experiência nas áreas de vendas e marketing. Ela também acumula passagens por multinacionais de diversos segmentos, como a Meliá Hotels Internacional, ABN AMRO Bank, Kraft Foods e Whirlpool.

    Divulgação
  • Rachel de Sá assume como chefe da equipe de economia da Rico Investimentos

    A partir de agora, Rachel de Sá, analista de macroeconomia da XP, será a chefe de economia da equipe da Rico Investimentos. A executiva será a responsável pela análise econômica e política da casa, destacando o que de mais importante está acontecendo no país e no mundo. Rachel é mestre em economia política internacional pela London School of Economics, mestre em economia pelo IDP e graduada na PUC-SP, com passagem pela Universidade Sciences-Po Paris. Atuou como economista sênior do governo do Reino Unido no Brasil e tem colaborações nas consultorias Economist Intelligence Unit e Control Risks. Atualmente, atua como analista de macroeconomia da XP Investimentos.

    Reprodução/Forbes
  • Deezer nomeia Jeronimo Folgueira como novo CEO global

    A Deezer, serviço global de streaming de áudio, anunciou Jeronimo Folgueira como o novo CEO da empresa. O executivo assume o cargo de Hans-Holger Albrecht, que passará a compor o conselho administrativo. Bacharel em economia pela Universidade de Navarra e com MBA pela Columbia Business School, Folgueira acumulou experiência no comando do conselho da Spark Networks, em Berlim, cargo que o tornou o mais jovem CEO europeu na NYSE na época.

    Divulgação
  • Cláudio Azevêdo é novo chief growth & marketing officer da Dotz

    A partir deste mês, Cláudio Azevêdo é o novo chief growth & marketing officer da Dotz, empresa que reúne em seu modelo de negócio tecnologia, dados, fidelização, marketplace e techfin. O executivo chega à companhia em um momento estratégico de mudanças e ampliação dos negócios, usando sua experiência em grupos como o Cabify e o Zé Delivery para otimizar a estratégia da organização. Fundador do movimento “Marketing Ágil Brasil”, palestrante e professor em cursos de MBA, Azevêdo é especialista em marketing e crescimento acelerado de startups.

    Divulgação
  • Campari Group anuncia a contratação de executivo para diretoria geral no Brasil

    O Campari Group tem um novo diretor geral no Brasil. Formado em engenharia de materiais com pós-graduação em negócios pela Wharton Business School, Gustavo Rela Bruno possui vasta experiência em grandes empresas multinacionais, com passagens por PepsiCo, Ferrero, Kraft Foods e Unilever.

    Reprodução/Forbes
  • Engineering contrata ex-TIVIT como diretor de produto

    A Engineering, companhia global de tecnologia da informação, contratou Willy Sousa como diretor de produtos. O executivo, que teve sua última passagem pela TIVIT como responsável pela área de produtos e plataformas digitais, acumula 16 anos de experiência profissional. Dentre os projetos de destaque de sua carreira, Sousa participou da fundação da startup Zup até a aquisição pela instituição Itaú, numa movimentação de mercado que passou de 30 colaboradores para 1.000 em apenas cinco anos.

    Divulgação
  • a.house, nova empresa do grupo Agibank, tem Juliana Algañaraz como nova CEO

    Marciano Testa, fundador e CEO do Agibank, anunciou a criação da a.house, novo negócio do grupo, especializado em conteúdo, business intelligence, estratégias de comunicação e performance de audiência. A a.house foi criada junto com Juliana Algañaraz, que chega como sócia do grupo e CEO da nova empresa. Com uma bagagem de mais de 25 anos no mercado da produção de conteúdo, com passagens pela Discovery Channel, RedeTV!, Fox Channel, Porta dos Fundos e, mais recentemente, pela Endemol Shine Brasil, a executiva chega com o desafio de posicionar a produção de conteúdo estrategicamente na companhia.

    Divulgação
  • VTEX anuncia nova COO global

    A VTEX, multinacional de tecnologia, anunciou a chegada de Astha Malik como nova COO (chief operating officer) global de growth. Com quase 20 anos de experiência no crescimento de marcas de tecnologia de ponta, Astha ocupou cargos de liderança sênior em várias funções, incluindo a estratégia global de go-to-market, planejamento e marketing de plataforma e produto. Antes de sua passagem pela Zendesk, a executiva passou por empresas de software as a service (SaaS), incluindo Citrix, Prudential, PagerDuty e Sumo Logic. Ela também atua no conselho da Greenhouse Software.

    Reprodução/Forbes
  • Luiz Henrique Cruz assume a nova área de desenvolvimento de franquias da Prudential do Brasil

    Com o objetivo de integrar as atividades de diferentes setores internos, a Prudential do Brasil, seguradora independente, acaba de criar a área de desenvolvimento de franquias. O escolhido para comandar a nova cadeira é Luiz Henrique Cruz, executivo com mais de nove anos de experiência na companhia e importantes contribuições nas áreas de consultoria de negócios, treinamento, marketing promocional e integração.

    Divulgação
  • UPL tem novo CEO para operação no Brasil

    A UPL, companhia indiana de agroquímicos e soluções agrícolas, anunciou a chegada de Rogério Castro como novo CEO para a operação da empresa no Brasil. A escolha faz parte de um processo de transformação mundial da companhia, que contará com a mudança do atual líder, Fábio Torretta, para a cadeira de head global de soluções sustentáveis. Com mais de 30 anos de atuação no agronegócio, Castro é formado em agronomia pela Universidade Federal de Lavras, possui certificação em contabilidade financeira pela Fundação Getulio Vargas e cursou o Programa de Gestão Avançada da Harvard Business School. Entre 2011 e 2019, foi head de negócios da UPL no Brasil.

    Reprodução/Forbes
  • Itaú BBA anuncia Daniel Erlich como líder de trading agricola

    Após anunciar a criação de uma trading que atuará no segmento agro, o Itáu BBA anunciou a contratação de Daniel Erlich como novo líder do negócio. O executivo conta com 18 anos de experiência apenas na Cargill, multinacional do ramo de alimentos processados, onde chegou a ser diretor e responsável pela tesouraria.

    Reprodução/Forbes
  • Anna Paula Pacheco assume como presidente da Enel Distribuição Rio

    Anna Paula Pacheco acaba de assumir como diretora-presidente da Enel Distribuição Rio no lugar de Artur Manuel Tavares, que ocupava a função desde 2018 e, em acordo com a empresa, decidiu partir rumo a novos projetos profissionais. A executiva, que trabalha no grupo há 20 anos, também responde pela diretoria de regulação. Graduada em engenharia de produção pela PUC-RJ e com pós-graduação em avaliação de projetos pela FGV, Anna também atua como conselheira na ABEEólica (Associação Brasileira de Energia Eólica) e na APINE (Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Energia Elétrica).

    Reprodução/Forbes

Rodrigo Guercio assume vice-presidência de mercado corporativo da Positivo Tecnologia

A Positivo Tecnologia contratou Rodrigo Guercio como seu vice-presidente para mercado corporativo. O executivo chega à empresa de tecnologia com a responsabilidade de estruturar a nova área, que atenderá com soluções de hardware, software e serviços às necessidades de computação das empresas brasileiras de todos os portes. Em sua trajetória profissional, Guercio tem experiência em gestão de produtos, vendas e operações em empresas multinacionais de tecnologia como Dell, AMD e HP. O executivo é graduado em administração e negociações internacionais pelo Centro Universitário Newton Paiva de Belo Horizonte e possui MBA em marketing pela ESPM.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).