Funcionários do Airbnb poderão trabalhar de onde quiserem

Redação
Compartilhe esta publicação:
Jessica Chou
Jessica Chou

Brian Chesky, CEO do Airbnb, anunciou a política nômade ontem pelo Twitter

Acessibilidade


Os seis mil funcionários do Airbnb agora podem trabalhar em qualquer lugar dentro dos países em que foram contratados. Brian Chesky, o fundador da startup, anunciou a medida ontem pelo Twitter. “As startups de hoje abraçaram o home office e a flexibilidade, e eu acho que esse vai ser o modo de trabalho predominante em dez anos”.

Chesky garantiu que a remuneração não será afetada, mesmo que o funcionário opte por um lugar em que o custo de vida seja mais baixo. Em um e-mail enviado ontem (29) aos colaboradores, ele compartilhou suas expectativas sobre o home office e destacou que algumas funções específicas, que demandam a presença no escritório, continuarão dessa forma.

Leia mais: Anywhere office: o trabalho remoto veio para ficar

Em janeiro, Chesky anunciou que viveria o ano de cidade em cidade pelo mundo, morando em acomodações listadas na plataforma. “Mais pessoas começarão a viver no exterior, outras viajarão o verão inteiro e algumas até desistirão de seus aluguéis e se tornarão nômades digitais”, disse na ocasião. 

Metade dos funcionários do Airbnb está baseada nos Estados Unidos. Ainda será necessário um endereço permanente para fins de folha de pagamento e impostos. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: