Chef brasileiro ganha estrela Michelin em Paris

Raphael Rego, do Oka, mistura culinária francesa e ingredientes da Amazônia

Alvaro Leme
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

O chef Raphael Rego, do Oka: reconhecimento veio após uma década na França

Acessibilidade


Com a proposta de misturar culinária francesa e brasileira – sobretudo com ingredientes da Amazônia –, o restaurante Oka, do chef carioca Raphael Rego, faz sucesso em Paris. Mais ainda, agora, que foi contemplado com sua primeira estrela Michelin.

LEIA TAMBÉM: Estilista brasileira exibe vestido de R$ 85 mil em Paris

O Oka está, desde o ano passado, em sua segunda encarnação, por assim dizer. O chef, carioca radicado na França há dez anos, o abriu em 2014 e chegou a ganhar a menção honrosa Bib Gourmand, conferida a restaurantes que sirvam comida de excelência a um bom preço. Há quase um ano, voltou à alta gastronomia, e a estrela recebida parece indicar que foi a escolha certa.

Getty Images

Cogumelos que costuma ser usados por índios ianomâmi estão entre os ingredientes que ele importa

Com a edição francesa que sai nesta sexta, o total de estabelecimentos estrelados no mundo chega a 3.000. O máximo que se pode ganhar são três. Nenhuma casa brasileira chegou lá ainda – até hoje, o máximo são as duas conquistadas pelo D.O.M, de Alex Atala.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Getty Images
Getty Images

Um aperitivo que leva os cogumelos ianomâmis na receita

Compartilhe esta publicação: