Museu de Arte Moderna de Nova York ganha expansão de US$ 450 milhões

Divulgação / MoMA
A nova ala do museu dará espaço a quase mil novas obras

Resumo:

  • O Museu de Arte Moderna de Nova York é o museu dedicado à arte moderna mais visitado dos Estados Unidos, e agora ganhará uma expansão de US$ 450 milhões;
  • A nova ala abrirá espaço para quase mil novas artes e um novo restaurante;
  • Com essa expansão, os curadores esperam aliviar o trânsito de visitantes dentro do museu.

A reforma multimilionária do Museu de Arte Moderna, ou apenas MoMA, em Nova York, será aberta ao público dia 21 de outubro. Com os US$ 450 milhões investidos pelo museu, uma nova galeria e um novo restaurante serão abertos em uma área de mas de 4.350 metros quadrados.

LEIA MAIS: Os 4 museus mais instagramáveis do mundo

A nova galeria vem como uma tentativa de aliviar o fluxo de visitantes no MoMA, que chega a três milhões por ano desde 2010, mesmo com o aumento do preço da entrada, que atualmente é de US$ 25. No entanto, de acordo com a reportagem do “The New York Times” publicada hoje (9), os curadores ainda assim consideram que mais espaço atraia mais visitantes ainda, já que expansões prévias do museu tiveram esse efeito.

A nova área ocupará meio quarteirão à leste da 53a rua de Nova York, onde antes ficava o Museu Norte-americano de Arte Folclórica, o que pode chamar a atenção daqueles que criticam a retirada de arte tradicional, que agora é substituída por arte moderna e muitas vezes tecnológica.

O museu reabrirá em outubro após quatro meses fechado para a construção da nova ala, que representa um crescimento de aproximadamente 30% para o MoMA. Quase mil novas obras poderão ser exibidas na área que será inaugurada dia 21.

O Museu de Arte Moderna de Nova York foi aberto em 1929, e desde então já passou por inúmeras renovações e expansões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).