Ibovespa cai mais de 3% com coronavírus

Carlos Garcia Rawlins - REUTERS
Ibovespa cai mais de 3% diante de temores com coronavírus

A bolsa brasileira registrou fortes perdas hoje (27) em que os negócios seguiram em sintonia com o exterior e o clima de aversão ao risco prevaleceu nos mercados diante da propagação do coronavírus.

O Ibovespa fechou com queda de 3,29% aos 114.481 pontos, ou seja, perdeu 3.895 em apenas um dia, já que registrou no pregão de sexta-feira (24) 118.376 em pontuação.

LEIA TAMBÉM: Dólar tem maior alta em 2 meses

As maiores baixas do índice foram da Gerdau (GGBR4) com desvalorização de 7,94% a R$ 19,95, CSN (CSNA3) com perdas de 7,78% a R$ 13,75, Gerdau Metalúrgica (GOAU4) com menos 7,51% a R$ 9,60, Via Varejo (VVAR3) com recuo de 7,33% a R$ 13,90 e Marfrig (MRFG3) que perdeu 7,27% a R$ 11,22.

Já as ações que resistiram no positivo foram da Vivo (VIVT4) com alta de 0,83% a R$ 60,44, RaiaDrogasil (RADL3) com ganhos de 0,81% a R$ 125,00, Tim (TIMP3) que avançou 0,67% a R$ 16,50, Ecorodovias (ECOR3) com mais 0,63% a R$ 19,02 e Localiza (RENT3) com valorização de 0,06% a R$ 51,44.

Nos Estados Unidos, os índices também tiveram queda expressiva. Antes, as bolsas europeias e asiáticas também haviam apontado fortes perdas.

As cotações de algumas commodities revelaram um movimento de “fuga” de investidores em busca de ativos considerados mais seguros. A onça troy do ouro subia 0,71% a US$ 1.582,74 às 18h, horário de Brasília.

O petróleo apontou baixa acentuada com temores de que uma eventual crise global pela disseminação do coronavírus reduza a demanda. O WTI e o Brent apontaram quedas perto de 3% ao longo do dia.

No mercado de câmbio, o dólar teve valorização em relação a várias moedas estrangeiras. Aqui no Brasil, fechou com alta de 0,59% a R$ 4,210 em comparação ao real para a venda.

****

Luciene Miranda é jornalista especializada em Economia, Finanças e Negócios com coberturas independentes na B3, NYSE, Nasdaq e CBOT

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).