Os 10 games mais esperados para 2020

Square Enix
“Marvel’s Avengers” espera traduzir o sucesso nos cinemas em um jogo de aventura marcante

Existem diversos temas capazes de provocar ansiedade nas pessoas em 2020: os jogos olímpicos de Tóquio, as eleições municipais, a situação do dólar e da bolsa. Mas, para os apaixonados por games, o motivo de ansiedade é a vontade de aproveitar alguns jogos esperados há muito tempo, além de relançamentos com gráficos atualizados de títulos já consagrados e premiados.

Como já é de costume nessa indústria, as desenvolvedoras anunciam jogos com muita antecedência em eventos importantes, como E3, PAX e DreamHack, fazendo com que fãs fiquem contando os dias para experimentar novidades ou continuações de seus games favoritos.

LEIA MAIS: Riot Games anuncia iniciativa para jogos independentes

Deixamos de fora dessa lista alguns jogos que ainda não receberam uma data definida para serem lançados, como “Overwatch 2”, “Watch Dogs: Legion” e “Godfall”, já que não é possível garantir que eles chegarão ao mercado ainda neste ano.

Veja, na galeria a seguir, alguns dos nomes mais esperados no mundo dos games para 2020:

  • “The Last of Us Part II”

    O título oferece a continuação de uma das histórias mais premiadas da indústria em 2013, ano de seu lançamento. “The Last of Us” levou premiações na E3 e foi considerado o jogo do ano por sites como “Game Spot”, “Time” e “The Daily Mirror”. Além disso, levou o prêmio de melhor jogo de tiro em 2013 da FORBES.

    A continuação traz de volta os personagens principais para uma nova história. Os trailers divulgados pela desenvolvedora Naughty Dog revelaram que, dessa vez, Ellie será o foco das ações e as mudanças em sua personalidade serão um dos pontos altos do jogo.

    “The Last of Us Part II”, exclusivo para o Playstation 4, será lançado no dia 29 de maio. O jogo foi considerado um dos mais aguardados pelos sites especializados.

  • “Doom Eternal”

    A série “Doom” é um das mais clássicas da história dos games – sua primeira versão foi lançada em 1993. A sequência “Doom Eternal” foi revelada na E3 de 2018 e recebeu cenas de gameplay nas Quakecon de 2018 e 2019 e na E3 de 2019. Erik Kain, repórter da FORBES, declarou que o jogo está com ótimos gráficos e criando altas expectativas.

    O continuação mantém a fórmula do sucesso: um personagem em primeira pessoa usando armas futuristas para lutar contra a invasão de demônios e criaturas assustadoras. Dessa vez, o local escolhido foi o planeta Terra, mas outros lugares também serão visitados, como cenários do jogo original, para gerar a nostalgia esperada pelos fãs da série.

    A Bethesda Softworks está trabalhando em “Doom Eternal” e anunciou o lançamento para 20 de março nas seguintes plataformas: Playstation 4, Xbox One, Switch, Stadia e PC. Nenhum classificação indicativa foi divulgada.

  • “Resident Evil 3”

    Nos últimos tempos, a Capcom tem apostado no relançamento de jogos consagrados com gráficos mais desenvolvidos. Essa é a fórmula usada em “Resident Evil 3: Remake” que, em um trailer divulgado na terça-feira (14), revelou a volta de um dos personagens mais icônicos da série: Nemesis. Assista aqui o vídeo.

    A receita de sucesso não mudou – a história e os personagens retornam, com uma jogabilidade melhorada e mais familiar para os jogadores atuais. Algumas mudanças de aparência já foram anunciadas, mas o título deve cumprir o prometido: uma experiência nostálgica.

    “Resident Evil 3: Remake” foi anunciado no final de 2019, mas não vai demorar para chegar nas mãos dos jogadores: a data de lançamento é 30 de abril, com versões para PlayStation 4, Xbox One e PC. O jogo tem classificação indicativa para maiores de 17 anos.

  • “Marvel’s Avengers”

    O jornalista da FORBES Paul Tassi caracterizou o título como um “projeto muito, muito grande” para justificar o atraso no lançamento anunciado pela publicadora Square Enix. A nova data de lançamento é 4 de setembro e as plataformas PlayStation 4, Xbox One, Stadia e PC receberão o jogo.

    O site “Games Radar” incluiu “Marvel’s Avenger” entre os melhores de 2020. Os jogadores poderão usar os personagens Hulk, Capitão América, Thor, Homem de Ferro e Viúva Negra em uma história que tem ligações com filmes já muito conhecidos do público.

  • “Cyberpunk 2077”

    Título mais esperado de 2020 pelo repórter Dave Klein, da “Game Spot”, “Cyberpunk 2077” se junta a “Marvel’s Avengers” como os jogos desta lista que não consistem em uma continuação ou remake.

    O site da IGN Brasil também incluiu o título na lista dos 30 games mais importantes deste ano. Um dos pontos favoráveis para essa previsão é o fato de que a CD Projekt Red é a desenvolvedora e publicadora do título, a mesma empresa responsável por produzir “The Witcher III – Wild Hunt”, que foi escolhido o jogo do ano de 2015 na premiação The Game Awards.

    Mas as comparações entre os títulos podem parar por aí, já que “Cyberpunk 2077” se passa em um mundo futurista e a jogabilidade se dá em primeira pessoa. Além disso, o ator Keanu Reeves fará um dos personagens na história que será lançada em 16 de abril para PlayStation 4, Xbox One e PC. Ainda não há uma classificação indicativa definida.

  • “Halo Infinite”

    Chegou a vez dos fãs da Microsoft serem representados na lista: “Halo Infinite” dá continuação a um dos jogos mais marcantes para os donos de Xbox. A desenvolvedora 343 Industries está usando a nova Slipspace Engine para criar o que, segundo a Microsoft, será “a maior aventura de Master Chief”, personagem principal da franquia.

    O jogo não possui uma data de lançamento precisa ainda, mas chegará ao mercado no último trimestre de 2020. Apesar de parecer muito tempo, a boa notícia é que ele estará disponível para o Xbox Series X, a nova plataforma da empresa, desde o primeiro dia. Além disso, Xbox One e PC também receberão a nova versão.

  • “Final Fantasy VII Remake”

    Revelado na E3 de 2015 pela desenvolvedora e publicadora Square Enix, “Final Fantasy VII Remake” recebeu mais atenção do público em 2019, depois da divulgação de trailers e gameplays com os personagens em eventos de games.

    Seguindo o padrão dos remakes, o jogo terá gráficos revitalizados e alguns adicionais para torná-lo mais atual, como um novo sistema de combate com alta dose de ação, parecido com “Final Fantasy XV”.

    O título está nas listas dos mais esperados de diversos sites, como “IGN Brasil”, “Game Informer”, “Game Spot” e “The Enemy”. Os fãs poderão reviver as aventuras em “Final Fantasy VII” no dia 10 de abril, quando o jogo será lançado somente para o PlayStation 4.

  • “Dying Light 2”

    Mais um título para os apaixonados por games de zumbi, a continuação de “Dying Light” renova os mapas da edição anterior e traz de volta um estilo de jogo divertido e cheio de ação (e parkour) que o tornou conhecido no mercado.

    Dessa vez, a desenvolvedora Techland focou esforços para transformar o jogo de mundo aberto em uma história aberta. Ou seja, as decisões dos jogadores durante as missões influenciam diretamente no resultado final. Segundo Brian Shea, do site “Game Informer”, é possível que quase metade do conteúdo disponível passe despercebido com algumas combinações de decisões do jogador. O único jeito de descobrir todos os conteúdos é zerar a campanha mais de uma vez.

    A Square Enix não anunciou uma data exata para o lançamento, mas declarou que será no segundo semestre de 2020. O título será oferecido para PlayStation 4, Xbox One e PC e ainda não recebeu uma classificação indicativa.

  • “Dragon Ball Z: Kakarot”

    Ansioso para jogar “Dragon Ball Z: Kakarot”? Então pode ligar seu Xbox One, PlayStation 4 ou PC e comprar o título, que foi lançado hoje (17) para todas as plataformas acima pela publicadora Bandai Namco.

    O jogo é um action RPG, o que significa que heróis conhecidos dos desenhos podem ser escolhidos e ganhar níveis conforme a aventura se desenrola. A história continua sendo a mesma, com o foco na família de Goku e Gohan e a presença de Piccolo e Vegeta como personagens jogáveis confirmados.

    A maior mudança de “Kakarot” em comparação com seus antecessores é o mundo aberto, ou seja, não existe uma progressão definida da história. Isso dá liberdade aos jogadores para fazerem sua própria jornada até o fim do jogo.

    Sites especializados como “Game Informer” e “Game Spot” já elegeram o título como um dos mais aguardados de 2020.

  • “Legends of Runeterra”

    2020 também é o ano de lançamento do jogo de cartas da Riot Games, desenvolvedora e dona de “League of Legends”. O novo título é baseado nos personagens de LoL e deve aproveitar a popularidade do game para atrair novos jogadores.

    “Legends of Runeterra” foi anunciado como um jogo gratuito, com opções de compra de cartas por meio de transações dentro do jogo. Mesmo assim, a Riot garantiu que existirão opções para conseguir cartas sem ter que pagar por elas.

    Ainda sem data de lançamento certa, o título chega aos celulares Android, IOS e ao PC em 2020. Alguns sites e jogadores, como o streamer Rakin e o canal do YouTube “Mais Esports”, já tiveram acesso às versões alfa e beta do título.

“The Last of Us Part II”

O título oferece a continuação de uma das histórias mais premiadas da indústria em 2013, ano de seu lançamento. “The Last of Us” levou premiações na E3 e foi considerado o jogo do ano por sites como “Game Spot”, “Time” e “The Daily Mirror”. Além disso, levou o prêmio de melhor jogo de tiro em 2013 da FORBES.

A continuação traz de volta os personagens principais para uma nova história. Os trailers divulgados pela desenvolvedora Naughty Dog revelaram que, dessa vez, Ellie será o foco das ações e as mudanças em sua personalidade serão um dos pontos altos do jogo.

“The Last of Us Part II”, exclusivo para o Playstation 4, será lançado no dia 29 de maio. O jogo foi considerado um dos mais aguardados pelos sites especializados.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).