Bolsa oscila por temores com coronavírus

Carlos Garcia Rawlins - REUTERS
Ibovespa segue pessimismo no exterior com dúvidas sobre informações oficiais de avanço do coronavírus

A bolsa brasileira teve uma abertura em queda hoje (10) e, agora, o Ibovespa oscila com investidores em dúvida sobre as informações oficiais quanto à propagação do coronavírus pelo mundo. Mais de 900 pessoas já morreram na China e outras 40 mil foram infectadas, de acordo com as autoridades do país asiático.

A grande preocupação de investidores é com a falta de condições, atualmente, de mensurar o total impacto econômico do surto da nova doença.

LEIA MAIS: Bolsas têm queda com incertezas sobre coronavírus

Instituições financeiras já revisaram para baixo suas projeções para o crescimento da China e, consequentemente, para seus parceiros comerciais.

O Brasil teve a estimativa de PIB, Produto Interno Bruto, reduzida pelo JP Morgan de 2% para 1,9%, em 2020.

Às 10h41, horário de Brasília, o Ibovespa subia 0,10% aos 113.885 pontos.

Um dos destaques de alta é das ações da BB Seguridade que apresentam forte valorização desde o pregão de sexta-feira (7). A companhia reportou um lucro líquido recorrente de R$ 4,3 bilhões em 2019, o que representa um crescimento de 21,3% na comparação com 2018.

As ações BBSE3 subiam 1,30% a R$ 35,82. Ainda na lista das maiores altas do índice, Hering (HGTX3) com valorização de 1,78% a R$ 25,12, WEG (WEGE3) com alta de 1,78% a R$ 41,83, Notre Dame (GNDI3) com avanço de 1,30% a R$ 35,82 e Lojas Americanas (LAME4) com ganhos de 1,11% a R$ 26,49.

Na lista das maiores baixas, IRB (IRBR3) com menos 6,58% a R$ 36,93, CVC (CVCB3) com desvalorização de 2,60% a R$ 34,09, Gol (GOLL4) que perdia 2,12% a R$ 33,73, Eletrobras (ELET6) com recuo de 2,01% a R$ 37,60 e Qualicorp (QUAL3) que caía 1,87% a R$ 41,41.

No mercado de câmbio, o dólar oscilava perto da estabilidade em relação ao real. A moeda norte-americana tinha ligeira queda de 0,06% a R$ 4,31. O euro seguia com o mesmo comportamento em leve alta de 0,05% a R$ 4,72.

****

Luciene Miranda é jornalista especializada em Economia, Finanças e Negócios com coberturas independentes na B3, NYSE, Nasdaq e CBOT

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).