Bolsa oscila por temores com coronavírus

Ibovespa teve início de pregão volátil com clima de apreensão no exterior por dúvidas quanto ao impacto econômico causado pelo coronavírus.

Forbes Daily, por Luciene Miranda
Compartilhe esta publicação:
Carlos Garcia Rawlins - REUTERS
Carlos Garcia Rawlins - REUTERS

Ibovespa segue pessimismo no exterior com dúvidas sobre informações oficiais de avanço do coronavírus

Acessibilidade


A bolsa brasileira teve uma abertura em queda hoje (10) e, agora, o Ibovespa oscila com investidores em dúvida sobre as informações oficiais quanto à propagação do coronavírus pelo mundo. Mais de 900 pessoas já morreram na China e outras 40 mil foram infectadas, de acordo com as autoridades do país asiático.

A grande preocupação de investidores é com a falta de condições, atualmente, de mensurar o total impacto econômico do surto da nova doença.

LEIA MAIS: Bolsas têm queda com incertezas sobre coronavírus

Instituições financeiras já revisaram para baixo suas projeções para o crescimento da China e, consequentemente, para seus parceiros comerciais.

O Brasil teve a estimativa de PIB, Produto Interno Bruto, reduzida pelo JP Morgan de 2% para 1,9%, em 2020.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Às 10h41, horário de Brasília, o Ibovespa subia 0,10% aos 113.885 pontos.

Um dos destaques de alta é das ações da BB Seguridade que apresentam forte valorização desde o pregão de sexta-feira (7). A companhia reportou um lucro líquido recorrente de R$ 4,3 bilhões em 2019, o que representa um crescimento de 21,3% na comparação com 2018.

As ações BBSE3 subiam 1,30% a R$ 35,82. Ainda na lista das maiores altas do índice, Hering (HGTX3) com valorização de 1,78% a R$ 25,12, WEG (WEGE3) com alta de 1,78% a R$ 41,83, Notre Dame (GNDI3) com avanço de 1,30% a R$ 35,82 e Lojas Americanas (LAME4) com ganhos de 1,11% a R$ 26,49.

Na lista das maiores baixas, IRB (IRBR3) com menos 6,58% a R$ 36,93, CVC (CVCB3) com desvalorização de 2,60% a R$ 34,09, Gol (GOLL4) que perdia 2,12% a R$ 33,73, Eletrobras (ELET6) com recuo de 2,01% a R$ 37,60 e Qualicorp (QUAL3) que caía 1,87% a R$ 41,41.

No mercado de câmbio, o dólar oscilava perto da estabilidade em relação ao real. A moeda norte-americana tinha ligeira queda de 0,06% a R$ 4,31. O euro seguia com o mesmo comportamento em leve alta de 0,05% a R$ 4,72.

****

Luciene Miranda é jornalista especializada em Economia, Finanças e Negócios com coberturas independentes na B3, NYSE, Nasdaq e CBOT

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: