Bolsas sobem com novos dados sobre coronavírus

REUTERS
Bolsas mundiais têm alta com novos dados oficiais sobre coronavírus

Após os ganhos expressivos de véspera, o Ibovespa hoje (12) vai testar o apetite de investidores por ativos com preços atraentes com o suporte de bolsas internacionais em alta.

Na Ásia, todos os principais índices no positivo. O Nikkei (Japão) fechou com valorização de 0,74% aos 23.861 pontos, o Kospi (Coreia) teve avanço de 0,69% aos 2.296 pontos e Hang Seng (Hong Kong) terminou com ganhos de 0,87% aos 27.823 pontos.

LEIA TAMBÉM: Ibovespa tem forte alta com busca por ativos baratos

Na China, o Shanghai Composite fechou no positivo em 0,87% aos 2.926 pontos e Shengzhen avançou 1,60% aos 10.940 pontos.

O governo chinês atualizou os números do avanço do coronavirus: 1.113 pessoas mortas e 44.653 infectadas. A taxa de mortalidade, no entanto, teve uma desaceleração de 22% desde a última contagem.

Os analistas começam a ter a dimensão do impacto econômico do surto nas economias chinesa e global neste  primeiro trimestre do ano.

Nas bolsas europeias, os principais índices têm alta.

Nos Estados Unidos, antes da abertura das bolsas no mercado à vista, os índices futuros também acompanham o otimismo global.

Por aqui, os investidores acompanharam ontem, após o encerramento dos negócios na bolsa, os resultados da Tim. No quarto trimestre de 2019, a companhia registrou lucro líquido de R$ 756 milhões, o que representa uma alta de 28,7 % em relação ao mesmo período de 2018. O Ebtida (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 8% a R$ 1,967 bilhão, excluindo os efeitos das normas contábeis IRFS 9, 15 e 16. A receita líquida da empresa avançou 2,9% a R$ 4,587 bilhões.

****

Luciene Miranda é jornalista especializada em Economia, Finanças e Negócios com coberturas independentes na B3, NYSE, Nasdaq e CBOT

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).