Euro 2020 e Copa América 2020 são adiadas devido ao surto de coronavírus

Anton Vaganov/Reuters
Anton Vaganov/Reuters

A Euro 2020 foi adiada por um ano devido ao surto de coronavírus

A Eurocopa de 2020 e a Copa América foram adiadas por um ano devido ao surto de coronavírus, informaram a União das Federações Europeias de Futebol (Uefa) e a Conmebol hoje (17).

Em nota, a Uefa informou que o campeonato será realizado entre 11 de junho e 11 de julho de 2021. A confederação estava sob pressão para adiar o torneio e dar às ligas nacionais, que estão suspensas, mais tempo para serem concluídas.

LEIA MAIS: Tudo sobre o coronavírus

O órgão que controla o futebol europeu realizou uma videoconferência com todas as 55 federações nacionais afiliadas e representantes de clubes, ligas e jogadores antes de apresentar a decisão.

É a primeira vez na história que a competição é adiada. A decisão de adiar o torneio de 24 equipes ocorre em meio a uma paralisação do futebol e de outros esportes por causa do surto de coronavírus.

O vírus infectou quase 180 mil pessoas e matou mais de 7 mil em todo o mundo, com o epicentro agora na Europa, à medida que as taxas de infecção diminuem na China, onde o surto começou.

Todas as cinco principais ligas nacionais da Europa – Inglaterra, Espanha, Itália, França e Alemanha – estão suspensas, juntamente com a Liga dos Campeões, a Liga Europa e as eliminatórias da Copa do Mundo.

As ligas pediram à Uefa para priorizar a conclusão de competições nacionais, refletindo a preocupação de que clubes de toda a Europa perderão receita associada aos dias de jogos por não completarem a temporada e ainda terem que pagar os salários de seus jogadores.

VEJA TAMBÉM: Primeira pessoa recebe vacina experimental contra coronavírus em Seattle

As cidades anfitriãs da Euro são Amsterdã, Baku, Bilbao, Bucareste, Budapeste, Copenhague, Dublin, Glasgow, Londres, Munique, Roma e São Petersburgo.

A Conmebol também decidiu hoje adiar para 2021 a Copa América que estava prevista para acontecer em junho na Argentina e na Colômbia devido ao surto de coronavírus.

“Um evento desta magnitude merece que toda a atenção e esforço sejam concentrados em sua organização; uma prioridade que hoje fica em segundo plano para proteger a saúde e a segurança das seleções nacionais, torcedores, mídia e cidades-sede”, afirmou a organização em comunicado.

A 47ª edição do torneio será realizada de 11 de junho a 11 de julho de 2021, acrescentou.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).