Itaú Unibanco diz que dois funcionários com coronavírus foram isolados

ReutersConnect/Sergio Moraes
ReutersConnect/Sergio Moraes

Os trabalhadores de áreas com possibilidade de home office foram instruídos a permanecerem em casa por duas semanas

O Itaú Unibanco informou hoje (11) que dois de seus funcionários foram diagnosticados com coronavírus. Segundo o banco, ao notarem os sintomas, as pessoas comunicaram a empresa e, desde então, estão em casa, sem contato com demais colegas.

O banco afirmou ainda que está instruindo funcionários que retornaram de viagem recente de países em alerta ou que tiveram contato direto com casos suspeitos ou confirmados foram orientados a prestar atenção se há sintomas da doença e, em caso positivo, procurar o serviço de saúde mais próximo e seguir as orientações médicas de cuidados e de período de afastamento.

LEIA MAIS: Adidas vê impacto de US$ 1,1 bilhão nas vendas na China com coronavírus

Além disso, nas áreas do banco com possibilidade de home office, os empregados que estiveram nesses países ou contato com casos suspeitos ou confirmados, mesmo que não apresentem sintomas, foram liberados para trabalhar de casa por 14 dias.

Para quem tem viagem marcada, o banco recomendou substituir a presença física por meios de comunicação remota ou postergar a data da viagem até que haja melhora no cenário de controle e tratamento da doença.

LEIA TAMBÉM: Telecom Italia adia meta de resultados de 2020

Segundo fontes familiarizadas com o banco, um dos casos é numa central de atendimento na capital paulista. O outro é em Maceió (AL). O banco não quis comentar sobre a localização dos casos confirmados.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).