Americanas vai custear o frete de 2 voos para buscar máscaras na China

Getty Images
Getty Images

Segundo o Ministério da Infraestrutura, as duas aeronaves Boeing 777 da Latam com a carga chegarão dia 21 ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, SP

O Ministério da Infraestrutura informou ontem (14) que fechou uma parceria das Lojas Americanas dentro da operação especial para trazer da China 960 toneladas de máscaras compradas pelo Ministério da Saúde. Segundo a pasta, a empresa vai custear o frete dos dois primeiros voos, transportando 53 toneladas de máscaras cirúrgicas, correspondentes a 15 milhões de unidades.

“Duas aeronaves Boeing 777 da Latam devem decolar dia 19 de Guangzhou (China), fazem escala em Doha (Catar) e chegam dia 21 ao Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP”, diz o ministério, lembrando que serão necessários 40 voos para trazer toda a carga ao Brasil e distribuí-la aos Estados.

VEJA MAIS: Fundações Jack Ma e Alibaba doam milhões de máscaras em meio às ações filantrópicas da China para o combate do coronavírus no mundo

Apesar de as aeronaves da Latam serem para transporte de passageiros, haverá uma adaptação para trazer a carga também na cabine, além do porão. Para isso, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) editou resolução que permite o transporte de carga aérea na cabine de passageiros.

“Com essa aprovação, aeronaves que hoje estão sem demanda de passageiros poderão ser usadas para transporte de carga. A autorização se dá em caráter excepcional e temporário, desde que sejam seguidas algumas diretrizes de segurança exigidas pela Agência”, diz o ministério.

A pasta também explicou que, por questão de segurança, será concedido status de voo de Estado, com as prerrogativas de prioridade de pouso e decolagem. “O Minfra ainda busca outros parceiros privados dispostos a custear o frete de EPIs do Ministério da Saúde ao Brasil”, afirma. (Com Agência Estado)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).