Consultor de marketing Rafael Albertoni dá dicas para criar um e-commerce de sucesso

Divulgação
O consultor de marketing Rafael Albertoni explicou quais são os três pilares para erguer e manter um negócio de sucesso

O distanciamento social causado pelo coronavírus causou alta enorme nas vendas online. Para falar um pouco sobre a nova realidade, a jornalista Fabiana Scaranzi conversou com Rafael Albertoni, consultor de marketing especialista em vendas pela internet, ao vivo no canal do YouTube da Forbes Brasil.

Albertoni deu dicas a negócios que não estavam acostumados à demanda do e-commerce e se viram obrigados a mudar seu sistema de vendas rapidamente. Ele começou explicando a importância do marketing, principalmente online, onde não é possível usar o apelo físico. No e-commerce, lojas grandiosas e ambientes propícios à compra não se encaixam. Ou seja, é preciso mudar a estratégia.

LEIA MAIS: Projeto ‘Apoie o Pequeno’ oferece plataforma gratuita de e-commerce

Essa estratégia vem da necessidade do produto sendo vendido, e embora essa parte possa parecer complicada para algumas companhias em tempos de crise, Albertoni esclareceu: “Uma empresa tem que vender independente da circunstância, uma empresa existe para resolver problemas. E em tempos de crise, existem milhares de novos problemas. Com eles, milhares de novas oportunidades”.

No quesito da venda, o consultor divide sua estratégia em três pilares. O primeiro é a atração de consumidores, algo muito mais barato agora com a internet –Albertoni explicou que um anúncio no Facebook é muito mais barato do que um anúncio em um shopping por exemplo, e o número de pessoas vendo sua propagando pode acabar sendo o mesmo.

O segundo pilar é o relacionamento com o cliente. Ele explicou que é mais difícil manter um cliente antigo do que conseguir novos, e essa é a chave de um negócio de sucesso. A afeição do consumidor pela sua empresa faz ele voltar mesmo que seu serviço não seja o mais barato, o que Albertoni chama de “manutenção do relacionamento”. A melhor maneira de fazer isso é a produção de conteúdo: “mande um conteúdo que tenha relevância mesmo que o cliente não esteja comprando nada, desta forma [o contato com o cliente] não soa interesseiro”.

Esse conteúdo é distribuído essencialmente online, seja em redes sociais, no Youtube ou no seu próprio site. “O relacionamento é construído em dois lados, se uma loja só te pede e não te entrega nada de valor, que relacionamento é esse?”, ele perguntou. Essa troca pode vir na forma de posts interessantes em blogs, vídeos ou até mesmo grupos em redes sociais de pessoas com interesses em comum –nesse caso, essas pessoas são seus clientes, e o interesse em comum é o seu produto.

O terceiro e último pilar é a venda. Albertoni explicou que uma empresa não pode se perder na produção de conteúdo online e esquecer do principal: usar essa plataforma para fazer uma oferta. “As pessoas gostam de comprar, e gostam de comprar de quem elas gostam. Sempre vai ter alguém para reclamar, mas você precisa vender. Dinheiro é o sangue do negócio”. Para algumas pessoas, a venda pode ser a pior parte, e é aí que entra o marketing. Suas estratégias de marketing determinarão a resposta do seu cliente quando o conteúdo for substituído pela oferta de venda.

Para mais dicas e conferir a entrevista completa com Rafael Albertoni, confira o vídeo abaixo. Encontre mais lives como essa no canal do Youtube da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).