Gisele Bündchen cria fundo de R$ 1 milhão para dar suporte às comunidades vulneráveis

gettyimages-Dimitrios-Kambouris
A iniciativa tem como objetivo apoiar causas emergenciais durante a pandemia do coronavírus

Com aporte de R$ 1 milhão, Gisele Bündchen acaba de lançar o fundo Luz Alliance em parceria com a BrazilFoundation, organização filantrópica brasileira. A iniciativa tem como objetivo apoiar causas emergenciais durante a pandemia do coronavírus.

Nessa primeira fase, oito diferentes organizações serão beneficiadas, incluindo o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, que já recebeu um aporte para ajudar na aquisição de equipamentos necessários para atuar na pandemia.

Os projetos Banco de Alimentos e Mães da Favela da CUFA, ambos do Rio Grande do Sul, Mulher em Construção, WimBelemDon e AHMI (Associação dos Amigos do Hospital Maternidade Infantil Presidente Vargas), localizados em Porto Alegre, e a CUFA do Ceará, estado com um dos maiores números de casos de Covid-19, também serão contemplados com recursos para a distribuição de cestas básicas e kits de higiene para, aproximadamente, 1.200 famílias. Já o projeto Fome de Aprender, desenvolvido pelo ex-jogador de futebol Tinga no bairro Restinga, na capital gaúcha, uma das regiões mais populosas e com alto índice de criminalidade, terá apoio para distribuir cerca de 13 mil refeições.

VEJA TAMBÉM: Jack Dorsey promete US$ 1 bilhão para combater o coronavírus

Os aportes nestes projetos devem ajudar durante três meses. Outros apoios estão sendo estudados para atender aqueles que mais necessitam.

A BrazilFoundation será responsável por mapear, avaliar a situação administrativa destas organizações e recomendar projetos e instituições que tenham o perfil para receber o auxílio.

A super model também abriu um canal de doações para pessoas e empresas que queiram ajudar.

“Em momentos como este precisamos, mais do que nunca, exercer a solidariedade e empatia. As doações são importantes, mas há outras formas de ajudar também. Cada um pode encontrar a sua maneira de fazer o bem. O importante é cuidarmos uns dos outros da forma que podemos”, disse.

Rebecca Tavares, CEO da BrazilFoundation, diz que a iniciativa do fundo é mais um movimento que reforça a importância da atuação do terceiro setor e de ações filantrópicas para auxiliar no enfrentamento dessa crise de saúde sem precedentes que estamos vivendo. “Proteger os mais vulneráveis é responsabilidade de todos e qualquer doação faz a diferença.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).