Rio Grande do Sul tem 9 unidades de processamento de carne com surtos de Covid-19

ReutersConnect/Diego Vara
Funcionário de unidade da JBS em Passo Fundo (RS) tem a temperatura auferida em meio à pandemia de coronavírus

Autoridades de saúde do Rio Grande do Sul afirmaram que o novo coronavírus se espalhou por nove unidades de processamento de carnes do Estado, segundo um boletim epidemiológico do governo local enviado à Reuters hoje (30).

O documento abrange casos de Covid-19 registrados entre 20 de março e 27 de abril em sete cidades gaúchas, entre elas Lajeado e Passo Fundo, onde empresas como BRF e JBS possuem operações.

LEIA MAIS: Economia brasileira deve cair 4% em 2020, diz Guedes

O relatório identificou as cidades onde estão localizadas as nove plantas que tiveram casos confirmados, mas não mencionou especificamente as companhias ou unidades afetadas pelo surto.

Cerca de 16.345 pessoas que trabalham nessas instalações foram potencialmente expostas ao vírus, de acordo com o documento.

Nos últimos dias, a pandemia de coronavírus demonstrou sinais de aceleração no Brasil, com um salto recorde no número de casos ontem (29), quando o país atingiu 78.162 infecções confirmadas, além de 5.466 mortes.

Há 124 casos confirmados da doença entre funcionários das instalações de processamento de carne no Rio Grande do Sul, sendo que ao menos uma pessoa morreu em decorrência da Covid-19, doença respiratória causada pelo vírus, disseram as autoridades.

Houve também seis casos de “óbitos secundários” relacionados aos funcionários dos frigoríficos, ou seja, mortes de pessoas que tiveram contato domiciliar com os trabalhadores.

A BRF, que já registrou diversos casos da doença no Rio Grande do Sul, não respondeu imediatamente a um pedido por comentários.

LEIA TAMBÉM: João Pedro Resende, CEO da Hotmart, fala sobre transformações: “Acredito que a educação online pode sair mais forte da crise e isso está se concretizando”

Na semana passada, a empresa assinou um acordo com procuradores do Trabalho se comprometendo a melhorar as medidas de proteção aos trabalhadores em nível nacional.

A JBS não possuía um comentário de imediato.

Uma unidade de carne de frango da JBS em Passo Fundo, que emprega cerca de 2.600 pessoas, foi fechada na semana passada, como parte de uma investigação sobre um surto de coronavírus no local. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).