10 bilionários que mais enriqueceram no último mês ganharam, juntos, US$ 126 bilhões

Maioria está ligada a empresas do setor de tecnologia, que se beneficiou com a alta nas ações.

Jonathan Ponciano
Compartilhe esta publicação:
Reprodução / Forbes

Atualmente, Jeff Bezos detém um patrimônio líquido de US$ 144,5 bilhões, que aumentou US$ 27,5 bilhões no último mês

Acessibilidade


Faz um mês que as ações despencaram em função da paralisação econômica sem precedentes causada pela pandemia de coronavírus. E, embora ainda estejam abaixo das máximas de fevereiro, o Dow Jones Industrial Average e o S&P 500 recuperaram 25% desde 23 de março. À medida que os mercados se recuperam da queda inicial, as fortunas dos 10 bilionários que mais ganharam dinheiro também aumentam: são US$ 125,9 bilhões, ou 24% de incremento, no mês que termina em 23 de abril.

Grande parte desse grupo é formada por poderosos nomes das principais empresas de tecnologia do mundo, que colheram os benefícios de amplas participações concentradas nas ações do setor, que estão em alta.

VEJA MAIS: Melhora dos mercados na última semana deixou 10 bilionários US$ 51 bilhões mais ricos

Devido à sua parcela de 11% na Amazon, o homem mais rico do mundo, Jeff Bezos, é o maior ganhador do mês. Embora as ações da companhia tenham caído em relação aos valores recordes da semana passada, com protestos por melhores condições trabalhistas atraindo mais atenção, a empresa continua a crescer devido ao aumento da demanda dos consumidores. Bezos, que detém US$ 144,5 bilhões, está agora quase tão rico quanto antes de seu divórcio em 2019, que o obrigou a dar um quarto de sua participação na Amazon à sua ex-esposa MacKenzie Bezos. Atualmente, mais rica do que nunca, ela possui um patrimônio líquido de US$ 47,1 bilhões, com um aumento de US$ 9,7 bilhões em relação ao mês passado e o sétimo maior ganho entre os bilionários.

Mukesh Ambani, o homem mais rico da Índia e outro exemplo do poder das gigantes de tecnologia, é o segundo maior ganhador em termos de dólares (e o maior percentual) após o anúncio do Facebook, na quarta-feira (22), de que a empresa está investindo US$ 5,7 bilhões na Reliance Jio, de Mumbai , uma subsidiária de telecomunicações do extenso conglomerado fundado pelo falecido pai de Ambani. As ações da Reliance Industries subiram mais de 15% desde então, e a fortuna de Ambani saltou US$ 17,1 bilhões. O investimento fez do bilionário, com patrimônio de US$ 49,9 bilhões, a pessoa mais rica da Ásia, mais uma vez, tirando o título do fundador do Alibaba, Jack Ma.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Do outro lado do acordo, Mark Zuckerberg é o terceiro maior ganhador do mês. Alinhadas com o movimento dos mercados, as ações do Facebook tiveram um aumento de 25% no mês passado e elevaram o patrimônio do fundador da rede social em US$ 13,4 bilhões. Agora, ele acumula US$ 68,5 bilhões.

Apesar dos enormes ganhos entre esses poderosos, apenas Jeff e MacKenzie Bezos têm mais dinheiro do que antes da crise do coronavírus. O único outro bilionário a chegar perto foi o presidente da Oracle, Larry Ellison. As recentes atualizações de analistas elogiaram a companhia por seus fortes fluxos de receita recorrentes, que ajudaram a elevar a fortuna do executivo em US$ 9,3 bilhões no mês passado. Atualmente, ele possui US$ 65,3 bilhões, valor pouco abaixo dos US$ 66 bilhões que detinha em meados de fevereiro.

Veja, na galeria de imagens a seguir, os 10 bilionários que mais ganharam dinheiro no mundo no último mês:

  • Reprodução/Forbes

    Jeff Bezos

    Fonte da riqueza: Amazon
    Nacionalidade: norte-americano
    Fortuna: US$ 144,5 bilhões (aumento de US$ 27,5 bilhões)

  • Getty Images

    Mukesh Ambani

    Fonte da riqueza: petroquímica, petróleo e gás
    Nacionalidade: indiano
    Fortuna: US$ 49,9 bilhões (aumento de US$17,1 bilhões)

  • Reprodução/Forbes

    Mark Zuckerberg

    Fonte da riqueza: Facebook
    Nacionalidade: norte-americano
    Fortuna: US$ 68,5 bilhões (aumento de US$ 13,4 bilhões)

  • Getty Images - rocky-widner

    Steve Ballmer

    Fonte da riqueza: Microsoft
    Nacionalidade: norte-americano
    Fortuna: US$ 61,9 bilhões (aumento de US$ 10,5 bilhões)

  • Getty Images

    Bernard Arnault e família

    Fonte da riqueza: LVMH
    Nacionalidade: francês
    Fortuna: US$ 91,5 bilhões (aumento de US$10,2 bilhões)

  • Reprodução/Forbes

    Warren Buffett

    Fonte da riqueza: Berkshire Hathaway
    Nacionalidade: norte-americano
    Fortuna: US$ 73,3 bilhões (aumento de US$ 10,1 bilhões)

  • ELENA SIEBERT

    MacKenzie Bezos

    Fonte da riqueza: Amazon
    Nacionalidade: norte-americana
    Fortuna: US$ 47,1 bilhões (aumento de US$ 9,7 bilhões)

  • Reprodução/Forbes

    Elon Musk

    Fonte da riqueza: Tesla
    Nacionalidade: norte-americano
    Fortuna: US$ 36,7 bilhões (aumento de US$ 9,6 bilhões)

  • Getty Images

    Larry Ellison

    Fonte da riqueza: software
    Nacionalidade: norte-americano
    Fortuna: US$ 65,3 bilhões (aumento de US$ 9,3 bilhões)

  • Getty Images

    Larry Page

    Fonte da riqueza: Google
    Nacionalidade: norte-americano
    Fortuna: US$ 58,1 bilhões (aumento de US$ 8,7 bilhões)

Reprodução/Forbes

Jeff Bezos

Fonte da riqueza: Amazon
Nacionalidade: norte-americano
Fortuna: US$ 144,5 bilhões (aumento de US$ 27,5 bilhões)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: