Thomson Reuters tem alta nas vendas e lucro operacional do 1º trimestre

A Thomson Reuters estimou um crescimento de 1% a 2% na receita total neste ano

A Thomson Reuters Corp. divulgou hoje (5) crescimento da receita e do lucro operacional no primeiro trimestre, que ficaram um pouco abaixo das estimativas de Wall Street, enquanto reduziu sua previsão de vendas para o ano, citando uma ruptura sem precedentes na economia global.

A provedora de notícias e informações, que controla a Reuters News, reportou um aumento de 2% na receita, para R$ 1,52 bilhão, enquanto o lucro operacional subiu 6%, para US$ 290 milhões.

LEIA MAIS: Thomson Reuters nomeia novo CEO; resultados vêm acima do esperado

O lucro ajustado por ação de US$ 0,48 ficou US$ 0,01 abaixo das projeções de analistas compiladas pela Refinitv.

A Thomson Reuters estimou um crescimento de 1% a 2% na receita total neste ano, abaixo da sua perspectiva de fevereiro, de alta de 4,5% a 5,5%; e afirmou que cortará custos.

“Como geramos a maior parte de nossas receitas com a venda eletrônica de informações e soluções de software e por assinatura, nossos negócios têm sido historicamente resilientes ao longo do tempo, mas não estão imunes à recente desaceleração da economia global”, afirmou o presidente-executivo da companhia, Steve Hasker, em comunicado.

A receita da Reuters News ficou estável em US$ 155 milhões, enquanto a receita orgânica caiu 4% devido aos cancelamentos de eventos relacionados à Covid-19 da divisão Reuters Events, informou. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).