Apresentado por       

Brasil não pode contar com financiamento externo no curto prazo, diz Campos Neto

Presidente do BC destacou que o país foi o que mais sofreu com desvalorização cambial

Redação
Apresentado por       
Compartilhe esta publicação:
ReutersAdriano-Machado
ReutersAdriano-Machado

Campos Neto destacou que o Brasil foi país que mais sofreu com desvalorização cambial

Acessibilidade


O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou hoje (1) que o Brasil sofreu uma grande saída de recursos na crise, o que indica que o financiamento externo não é uma variável com a qual o país pode contar no curto prazo.

Em audiência pública virtual em comissão do Congresso, Campos Neto destacou que o Brasil foi país que mais sofreu com desvalorização cambial, mas frisou que o câmbio melhorou na última semana.

LEIA MAIS: Produção industrial e payroll são foco do mercado no começo de junho

Em sua apresentação, o presidente do BC disse ainda que o “fator medo” gerado pela pandemia do coronavírus indica que, mesmo depois que a quarentena for encerrada ou diminuída, o fluxo de pessoas vai demorar a voltar. Para ele, o fator medo prevalecerá até meados do ano que vem, ou até que haja uma vacina.

Ele disse esperar que o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) do país no segundo trimestre seja “bem pior” do que no primeiro, quando a economia sofreu queda de 1,5%, e afirmou que o BC espera uma recuperação no terceiro trimestre . (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: