Correção avança e Ibovespa retoma patamar dos 116 mil pontos

O retorno do feriado foi marcado por forte volatilidade para o índice Bovespa, que oscilou no pregão dos 119 mil pontos, para terminar o dia em queda de 0,78% aos 116.464 pontos, com os papéis da Eletrobras capitaneando as perdas após renúncia do presidente-executivo, Wilson Ferreira Junior.

O gestor de renda variável da Infinity Asset, Fernando Siqueira, avalia que o Ibovespa sofre com o aumento de casos e mortes em razão da Covid-19 e com o esquema de vacinação intrincado, que tendem a pesar sobre a popularidade do governo e arriscar a retomada da economia, elevando a chance de aumento de gastos públicos.

“Isso traz um maior risco para a situação fiscal, que já é ruim no Brasil”, afirmou. “Essa dinâmica interna negativa explica um pouco porque o Brasil vem mostrando uma performance abaixo de seus pares nos últimos 10 a 15 dias”, avalia Siqueira. Desde o recorde no último dia 8, de 125.076 pontos no fechamento, o Ibovespa acumula declínio de 6,9%. No mesmo período, o índice norte-americano S&P 500 registra elevação de 0,65%.

Durante o dia, os investidores acompanharam a participação do presidente Jair Bolsonaro em evento promovido pelo banco Credit Suisse. Os comentários do presidente, alinhados às declarações do ministro da economia Paulo Guedes, reforçaram a defesa da vacinação contra a Covid-19 como fundamental para a recuperação da economia brasileira e afastaram a possibilidade de furo no teto de gastos para uma nova rodada do auxílio emergencial.

Em sua participação, Guedes afirmou ainda que a expectativa conservadora do governo é de crescimento de 3,5% para o PIB neste ano. Na hipótese mais promissora, o crescimento econômico pode bater os 5%. O ministro fez ainda um apelo ao setor privado para que invista no país e afirmou que medidas para abrir a economia, como privatizações e concessões, ganharão fôlego em 2021.

O dia foi também de correção para os ativos em Wall Street, com investidores digerindo uma bateria de balanços corporativos, enquanto o mercado aguarda a decisão de política monetária do Federal Reserve, prevista para amanhã, e as negociações no Congresso para aprovação do novo pacote de estímulo econômico, de US$ 1,9 trilhão. O índice Dow Jones terminou o dia em queda de 0,07% aos 30.937 pontos, o S&P 500 recuou 0,15% aos 3.849 pontos e o Nasdaq perdeu 0,07% aos 13.626 pontos na sessão.

No Brasil, o dólar registrou hoje a maior queda diária contra o real desde 2018, recuando 3,39% e terminando o dia negociado a R$ 5,32 na venda, após divulgação da ata da última reunião do Copom. O tom mais duro com a inflação e a sinalização de uma mudança na política monetária brasileira favoreceram a forte correção. A redução dos prêmios no câmbio “conversou” com movimento semelhante no mercado de juros futuros, com as taxas de DI de longo prazo caindo cerca de 17 pontos-base.

“A ata (do Copom) veio ainda mais ‘hawkish’ que o comunicado”, disse o Citi em nota. “Acreditamos que o ciclo de alta de juros por vir dará algum suporte ao real”, acrescentou o banco.

Dados divulgados nesta manhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) avançou 0,78% em janeiro, depois de ter subido 1,06% em dezembro. A prévia revela uma desaceleração da inflação, mas em patamares ainda elevados sob pressão dos preços da energia elétrica e alimentos.

Para o mês de janeiro, o resultado é o mais elevado desde 2016, quando a alta do índice foi de 0,92%. Em 12 meses até janeiro, o IPCA-15 acumula alta de 4,30%, depois de ter encerrado dezembro com avanço de 4,23%. (Com Reuters)

DESTAQUES DO IBOVESPA

Maiores Altas
BRDT3: +9,57% a R$ 22,90
RADL3: +3,31% a R$ 25,87
HAPV3: +2,99% a R$ 17,90
SUZB3: +2,86% a R$ 66,20
VVAR3: +2,33% a R$ 14,52

Maiores Baixas
ELET3: -9,69% a R$ 27,31
ELET6: -6,80% a R$ 28,50
GOAU4: -5,78% a R$ 10,92
IRBR3: -5,64% a R$ 6,53
GGBR4: -5,17% a R$ 24,05

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).