Governo publica MP que simplifica análise e concessão de crédito

AdrianoMachado/Reuters
AdrianoMachado/Reuters

Novo texto muda o antigo instrumento aprovado em abril do ano passado, que se limitava aos bancos públicos

O governo federal publicou ontem (9) uma medida provisória (MP 1.028) no Diário Oficial da União, que simplifica o processo de análise e concessão de crédito através da dispensa de exigências previstas na legislação em vigor, com o intuito de buscar agilidade para empresas afetadas pela pandemia.

A principal medida, de acordo com nota do Ministério da Economia, é a suspensão temporária, até 30 de junho de 2021, da exigência de apresentação das Certidões Negativas de Débitos (CND) em contratações e renegociações de operações de crédito com instituições financeiras públicas ou privadas.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

A regularidade para débitos da seguridade social será realizada através de serviço eletrônico simplificado de consulta, disponibilizado pela Receita Federal e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) aos bancos.

“A finalidade da medida é assegurar agilidade na concessão de crédito às empresas e segmentos econômicos que estão sendo afetados pela pandemia”, informou o Ministério.

O novo instrumento reedita texto constante na medida provisória número 958, de 24 de abril de 2020, que perdeu sua validade e se limitava exclusivamente a bancos públicos, segundo o ministério. Dessa maneira, a dispensa de apresentação de comprovantes de regularidade para operações de crédito alcançará instituições financeiras públicas e privadas. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).