Ibovespa sobe com balanço da Petrobras e avanço da agenda econômica

O dólar sobe 0,31% contra o real, negociado a R$ 5,43 na venda em dia marcado pela divulgação de dados econômicos nos Estados Unidos.

Ana Paula Pereira
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa trabalha com leves ganhos nos primeiros negócios de hoje (25), avançando 0,17% aos 115.863 pontos, equilibrando-se entre o exterior negativo e o lucro recorde registrado pela Petrobras no quarto trimestre de 2020, de R$ 59,9 bilhões. As ações da companhia subiam quase 3% às 10h15, horário de Brasília.

Tem início hoje no Senado a análise da PEC Emergencial, que abre caminho para o retorno dos pagamentos do auxílio emergencial. As divergências entre os parlamentares quanto à desvinculação de receitas da saúde e educação, prevista no texto do relator Marcio Bittar (MDB-AC), devem arrastar a votação da matéria para a próxima semana.

A PEC, que abre caminho para a concessão do auxílio, traz também a chamada cláusula de calamidade e trata ainda da desvinculação, além de trazer gatilhos para o teto de gastos.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou ontem que o governo federal vai renovar a camada de proteção aos mais vulneráveis, sem mencionar valores ou o espectro coberto pelo novo auxílio emergencial, e acrescentou que, por outro lado, haverá destravamento da pauta econômica que tramita no Congresso Nacional.

No radar do mercado está ainda o projeto de lei que permite a privatização dos Correios e a atuação da iniciativa privada no setor. Na noite de ontem, o presidente Jair Bolsonaro entregou pessoalmente ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o projeto de lei de autoria do governo que define o novo marco do setor postal.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Em paralelo à tramitação do projeto de lei no Congresso, serão realizados os debates e estudos para a definição do melhor modelo de desestatização, que pode ser, por exemplo, a venda direta, a venda do controle majoritário ou de apenas parte da empresa”, afirma o Ministério das Comunicações em nota à imprensa.

Além do projeto de lei, o governo anunciou nesta semana a edição de uma medida provisória que abre caminho para a privatização da Eletrobras. Em relatórios, analistas do mercado afirmaram que o eventual sucesso na proposta do governo poderia mais que dobrar o valor das ações da companhia, embora o projeto deva encontrar resistência e ter uma difícil tramitação no Congresso. As medidas acontecem apenas alguns dias depois da forte reação do mercado financeiro à intervenção do presidente Bolsonaro no comando da Petrobras.

Nos indicadores, o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) registrou alta de 2,53% em fevereiro, de 2,58% no mês anterior, sob pressão das matérias-primas brutas no atacado, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) hoje. Para o consumidor, a alta dos preços ficou menos intensa, uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), com peso de 30% sobre o índice geral, desacelerou a alta a 0,35% no mês, de 0,41% em janeiro.

O dólar avançava contra o real na manhã desta quinta-feira, subindo 0,31% e negociado a R$ 5,43 na venda, com investidores avaliavando os riscos fiscais e políticos do Brasil, em dia marcado pela divulgação de dados econômicos importantes nos Estados Unidos.

Os índices futuros em Wall Street trabalham em queda nesta manhã à espera de novos dados sobre os pedidos de seguro desemprego e a segunda estimativa do PIB do quarto trimestre, os resultados devem oferecer novas percepções sobre o ritmo de recuperação da economia norte-americana.

Os rendimentos dos títulos públicos nos EUA seguem em rota ascendente e devem continuar pressionando o mercado de ações. Ontem, o rendimento do Treasury de 10 anos subiu de 1,388% para 1,442%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: