Lucro da SulAmérica desaba 90% no 4º tri, com menor receita em gestão e Covid-19

A SulAmérica teve forte queda no lucro no quarto trimestre, afetada pelo efeito da queda da Selic no resultado financeiro, maiores despesas com seguros a mortes pela Covid-19 e por resultados mais fracos na gestão de recursos.

A companhia anunciou hoje (24) que seu lucro líquido das operações continuadas de outubro a dezembro somou R$ 42,6 milhões, um tombo de 90% contra um ano antes.

LEIA MAIS: SulAmérica tem lucro das operações continuadas de R$ 286 mi no 3º tri

Por um lado, o resultado financeiro despencou 69,4%, a R$ 33 milhões, refletindo o efeito da queda da Selic para a mínima de 2% ao ano sobre a carteira de títulos da companhia, entre outros fatores.

Em outra frente, os valores dos reajustes com cobrança suspensa espontaneamente ou por determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) somaram R$ 391,9 milhões no trimestre.

Além disso, as receitas com gestão de recursos de terceiros diminuíram em 53,7%, devido ao fraco desempenho na gestão de fundos em ano de volatilidade devido aos efeitos da crise. A divisão fechou o ano com R$ 45,9 bilhões em ativos sob gestão, estável em 12 meses.

Em seguros, a SulAmérica teve maiores gastos com a inclusão da cobertura de sinistros ligados à Covid-19, além de menores vendas em função do cenário econômico. A sinistralidade somou 79,5%, alta de 6,6 pontos em relação ao ano anterior.

O retorno sobre o patrimônio líquido, índice que mede como uma instituição financeira remunera o capital de seus acionistas, caiu 5,7 pontos percentuais em termos recorrentes, para 11,9%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).