SulAmérica tem lucro das operações continuadas de R$ 286 mi no 3º tri

Menor uso de serviços de saúde eletivos em meio às medidas de isolamento social elevou resultado

Redação
Compartilhe esta publicação:
Forbes/Reprodução
Forbes/Reprodução

Menor uso de serviços de saúde eletivos em meio às medidas de isolamento social elevou resultado da SulAmérica

Acessibilidade


A seguradora e administradora de recursos de terceiros SulAmérica teve forte aumento do lucro no terceiro trimestre, refletindo menor uso de serviços de saúde eletivos em meio às medidas de isolamento social durante a pandemia da Covid-19.

A companhia anunciou hoje (12) que teve lucro de R$ 286 milhões no terceiro trimestre, um aumento de 40,1% ante mesma etapa de 2019. Em termos líquidos, o lucro somou R$ 1,7 bilhão, com ganho extraordinário de R$ 1,4 bilhão com a conclusão da venda dos negócios de seguros de automóveis e massificados.

LEIA MAIS: Hapvida tem resultado acima do esperado no 3º tri

As receitas operacionais da companhia somaram R$ 5,1 bilhões no trimestre, crescimento anual de 4,5%, impulsionado principalmente pelos segmentos de saúde e odonto e previdência.

Porém, o chamado índice de sinistralidade, que mede as despesas com prestação de serviços de saúde e pagamento de seguros como proporção das receitas, caiu 4,2% no comparativo ano a ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Já a divisão de gestão de recursos fechou setembro com R$ 46,1 bilhões em ativos, crescimento de 2,7% em 12 meses, com a expansão das reservas de previdência (+11,2%) e recursos de terceiros (+1,6%).

LEIA TAMBÉM: IPOs impulsionam lucro da Cyrela para mais de R$1 bi no 3º tri

Com isso, as receitas com taxas de administração subiram 2,9% ano a ano, mais do que compensando a queda com receitas de performance, esvaziadas pelo fraco desempenho do mercado de capitais no período, com queda das ações. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: