Casal aumenta a avaliação de sua startup em 10 vezes para US$ 220 milhões em oito meses

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Os empreendedores Niji Sabharwal e Jenn Knight têm poucas reclamações sobre a construção da startup e arrecadação de fundos em Denver desde sua mudança

Os empreendedores Niji Sabharwal e Jenn Knight tiveram muito mais facilidade para arrecadar fundos recentemente do que durante sua rodada de investimento semente (modelo de financiamento para projetos empresariais em estágio inicial ou estágio zero) em junho de 2020. Então, os fundadores da AgentSync acabaram indo para Denver – uma cidade onde antes haviam passado apenas um longo fim de semana – com uma minivan carregada e uma nova casa vazia. Jenn, a CTO da startup, estava grávida. “Eu bati na porta dos vizinhos para obter uma senha de WiFi”, diz Sabharwal, o CEO.

A dupla fundadora, marido e mulher, teve muito mais facilidade com a nova rodada de financiamento da Série A da AgentSync, uma rodada de US$ 25 milhões que avaliou o negócio em US$ 220 milhões – 10 vezes acima de sua avaliação de apenas oito meses atrás. Desta vez, a startup, que rastreia os dados de licenciamento de corretores de seguros para agências e operadoras, aumentou sem a necessidade de uma apresentação atualizada.

LEIA TAMBÉM: Startup brasileira é premiada pela Fundação Bill & Melinda Gates

Conforme relatado pela primeira vez no boletim informativo Forbes Midas Touch no último domingo (7), a nova rodada da AgentSync surgiu rapidamente, o resultado de uma mistura de credibilidade do fundador, crescimento rápido e um produto popular. Uma vez no centro dos problemas regulatórios de alto nível da Zenefits (companhia que oferece software baseado em nuvem com serviço para empresas de gerenciamento de recursos humanos) em 2015 – cortes de licenciamento que poderiam ter se beneficiado da AgentSync – Sabharwal recorreu ao fundador e ex-CEO da Zenefits, Parker Conrad, para uma primeira consulta ao começar. Foi por meio de Conrad que ele conheceu muitos dos investidores em sementes da startup, liderados por Elad Gil e Raymond Tonsing, da Caffeinated Capital, em agosto de 2020.

A AgentSync ainda tinha 80% da rodada de investimento semente de US$ 4,4 milhões quando, em uma consulta de estratégia com Gil, o investidor solo encorajou Sabharwal a receber mais dinheiro e acelerar. Desta vez, uma startup de Denver os conectou ao Operator Collective, que reúne parceiros limitados, mais de 100 operadores, investidores e fundadores para investir e acelerar a próxima geração de tecnologia b2b. Outra conexão com a Zenefits, entretanto, ajudou ao coliderar a rodada. David Sacks, veterano do PayPal e Yammer, havia investido na Zenefits enquanto ela era liderada por Conrad. Após o escândalo da empresa, ele atuou como CEO interino na recuperação. Conrad e Sacks não são amigos. Mas ambos viram o potencial das ferramentas da AgentSync para prevenir tais situações no futuro. A Craft Ventures, empresa de capital de risco de Sacks, coliderou a Série A, com Conrad dando sua bênção a Sabharwal. Por meio de Sacks, o CEO da Salesforce, Marc Benioff, também assinou um cheque pessoalmente.

Alcançar uma avaliação de US$ 220 milhões tão rápido – Jenn, que conheceu Sabharwal no LinkedIn, ocupou um cargo sênior na Stripe até se comprometer com a startup em tempo integral há menos de um ano – só foi possível devido a uma combinação de fatores, incluindo seu ritmo de crescimento e tamanho do mercado. Mas Sabharwal aponta para um outro diferencial importante que ele diz que os empreendedores não apreciam o suficiente: a comunicação transparente.

A AgentSync envia atualizações mensais na primeira semana de cada mês regularmente. As atualizações fornecem análises detalhadas de seus dados de clientes e vendas e gastos por departamento. É assim que as equipes de Sabharwal operam no LinkedIn e na Zenefits, diz ele. O CEO está surpreso que mais startups não sigam o exemplo. “Realmente boas atualizações baseadas em dados, esse tem sido o maior diferencial para nós.”

Ajuda ter uma receita que cresceu 6 vezes em 2020 e 10 vezes no ano anterior. Com 14% da receita recorrente proveniente de clientes que expandem seus próprios canais de distribuição com o uso das ferramentas e 9% de um produto de recrutamento de corretor ainda em piloto, a AgentSync pode apontar para o crescimento de seu mercado acessível, também, junto com a rotatividade de clientes que seu CEO diz permanecer em zero até agora. (Mesmo a notoriedade da Zenefits funcionou a favor de Sabharwal, diz ele, já que a curiosidade sobre suas experiências lá encorajou alguns clientes em potencial a atender sua ligação.)

VEJA MAIS: Ecossistema de inovação tem apenas 4,7% de startups fundadas por mulheres

Mas Sabharwal diz que qualquer empresário pode se beneficiar ao se comprometer com os dados e compartilhar livremente com pessoas de dentro da empresa. “Criar transparência e visibilidade significa que, quando chegar a hora de dizer, ‘ei, queremos financiar essas novas iniciativas de P + D (Pesquisa e Desenvolvimento)’, não precisamos convencer ninguém. Eles nos conhecem, confiam em nós e veem as atualizações. É uma conversa rápida.”

Descritos como “enormes nerds”, os fundadores da AgentSync planejam usar o financiamento para acelerar seu objetivo final de unir suas experiências de trabalho anteriores com algo como um LinkedIn para agentes de seguros, que pode rastrear e manter credenciais de conformidade onde quer que trabalhem.

Isso significa que a AgentSync estará contratando, outra coisa que a startup diz que faz de forma diferente. A maioria das equipes de produto e engenharia da empresa – que compreendem cerca de 20 de seus cerca de 50 funcionários – são mulheres, um feito que Sabharwal diz que só foi possível recrutando ativamente em diferentes grupos de candidatos e encerrando a dependência de referências calorosas. “É incrivelmente difícil, mas é muito importante para nós, como empresa, ter um monte de perspectivas diferentes na mesa”, explica ele. “Não temos um grupo dominante de pessoas, e isso torna nossa tomada de decisão muito melhor.”

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).