Forbes Radar: Hapvida, Banco do Brasil, Sequoia e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (1º), Hapvida e Grupo NotreDame informam que a fusão das companhias deve custar cerca de R$ 116 milhões. A Sequoia registra o lucro líquido ajustado de R$ 30,7 milhões no 4T20 (+144% em relação ao 4T19). O Banco do Brasil anunciou o pagamento de R$ 0,1457 por ação em JCP.

Veja estas e outras notícias de negócios do dia:

Hapvida (HAPV3) e GNDI (GNDI3)

A empresa de saúde Hapvida e a rival NotreDame Intermédica divulgaram no fim de semana os termos de conversão de ações de uma união que pode criar a maior rede de hospitais do país.

As empresas informaram que as ações da Intermedica serão incorporadas à Hapvida, com uma ação da Intermédica sendo trocada por 5,249 ações da Hapvida e mais R$ 6,45, de acordo com fato relevante divulgado no sábado (27).

Os acionistas da Hapvida deterão 53,6% da empresa combinada após a transação, que terá custos próximos de R$ 116 milhões, informaram as empresas. Em janeiro, a Hapvida ofereceu R$ 49 bilhões para a compra da Intermédica. A nova empresa combinada terá 8,4 milhões de clientes de saúde e 70 hospitais espalhados por todo o país.

Os presidentes executivos de ambas as companhias farão parte do conselho de administração da nova empresa, segundo o documento publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A conclusão do negócio ainda está sujeita à aprovação pelos acionistas das empresas, bem como pelas autoridades de saúde e de defesa da concorrência no Brasil.

BR Distribuidora (BRDT3)

A BR Distribuidora informou o recebimento de valores referentes aos Instrumentos de Confissão de Dívidas (ICDs) assinados com as Centrais Elétricas Brasileiras, Eletrobras e suas controladas distribuidoras de energia.

A companhia recebeu o montante de cerca de R$ 34 milhões, correspondente à 34ª parcela. Desde a assinatura dos instrumentos, a companhia já recebeu um montante total de R$ 4 bilhões.

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil informou o pagamento de R$ 415 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCPs), representando o valor de R$ 0,1457 por ação.

Os JCPs serão pagos em 31 de março e terão como base a posição acionária de 11 de março, sendo as transferências de ações a partir de 12 de março, efetuadas Ex-JCP.

O presidente-executivo do Banco do Brasil, André Brandão, manifestou a interlocutores desconforto em permanecer no cargo, disse uma fonte à Reuters, antes de o banco estatal negar que o executivo tenha pedido renúncia.

“O Banco do Brasil informa que não houve pedido de renúncia por parte de seu presidente”, afirmou a instituição financeira em fato relevante, após o fechamento do mercado na última sexta (26).

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Petrobras (PETR4)

A Petrobras assinou com o Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia Pirineus um contrato para a venda da totalidade de sua participação de 51% no capital social da sociedade Eólica Mangue Seco 2 Geradora e Comercializadora de Energia Elétrica, proprietária de parque de geração de energia eólica.

O valor da venda é de R$ 32,97 milhões a ser pago em uma única parcela no fechamento da transação, sujeito aos ajustes previstos no contrato. A transação decorre do exercício do direito de preferência pelo FIP Pirineus, em conformidade com o acordo de acionistas da Eólica Mangue Seco 2.

O fechamento da transação está sujeito ao cumprimento de condições precedentes, tais como a aprovação pelo Banco do Nordeste do Brasil, financiador do desenvolvimento do parque eólico e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Eólica Mangue Seco 2 faz parte de um complexo de quatro parques eólicos (Mangue Seco 1, Mangue Seco 2, Mangue Seco 3 e Mangue Seco 4) localizado em Guamaré, no estado do Rio Grande do Norte, com capacidade instalada total de 104 MW. A Eólica Mangue Seco 2 detém e opera um parque eólico, com capacidade de 26 MW.

Petrobras também informou que recebeu na última semana aproximadamente R$ 360 milhões (US$ 65 milhões) em decorrência de acordo de leniência celebrado pela Samsung Heavy Industries. Esses recursos são referentes à primeira parcela do acordo da Samsung, de um total de R$ 705,9 milhões que serão destinados ao ressarcimento da Petrobras.

Com esses valores, a Petrobras ultrapassa a marca de R$ 5,3 bilhões em recursos recuperados por meio de acordos de colaboração, leniência e repatriações. Em 2020, a companhia recebeu R$ 797 milhões em ressarcimento de valores referentes à Operação Lava Jato.

Esses ressarcimentos decorrem da condição de vítima da Petrobras nos crimes investigados no âmbito da Operação Lava Jato. A companhia seguirá adotando as medidas cabíveis em busca do adequado ressarcimento dos prejuízos decorrentes que lhe foram causados. A Petrobras atua como coautora do Ministério Público Federal e da União em 21 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 76 ações penais relacionadas a atos ilícitos investigados pela Operação Lava Jato.

Librelato

A fabricante catarinense de implementos rodoviários Librelato pediu na última sexta-feira (26) o registro para sua Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês), tentando buscar recursos para investimentos e aquisições, ampliando a concorrência com sua rival já listada Randon.

A empresa se apresenta como a terceira maior para implementos de linha pesada do país, com foco no agronegócio, e atende também clientes industriais, como Votorantim, Ambev, JSL e Suzano.

A Librelato teve resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) de R$ 138,6 milhões no ano passado, alta de 23,7% sobre 2019.

No prospecto preliminar enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia diz que pretende usar os recursos da venda de ações para investir no aumento da capacidade instalada e para potenciais aquisições de empresas.

Na operação, que será conduzida por Itaú BBA, Bradesco BBI e BTG Pactual, os atuais sócios, incluindo a Librelato Participações, VGL Administração de Bens e a acionista pessoa física, Vitória Ghisoni Librelato, venderão uma fatia no negócio.

Eneva (ENEV3)

A Eneva apresentou à reguladora ANP a declaração de comercialidade da acumulação Fortuna, com potencial para se tornar o segundo maior campo da Bacia do Parnaíba (MA), afirmou à Reuters o diretor de Operações, Lino Cançado.

A descoberta, que deverá ser batizada como campo de Gavião Belo, tem uma reserva “in place” estimada de 6,78 bilhões de metros cúbicos de gás natural, contida em apenas uma única estrutura geológica, o que reduz a necessidade de perfuração de um número maior de poços e o custo de desenvolvimento.

A estimativa “in place” indica o volume total encontrado em um reservatório, mas os percentuais que podem de fato ser extraídos da terra dependem de uma série de questões técnicas e geológicas.

“Estamos falando de uma descoberta que pode representar 20% de todo o volume que já foi descoberto na Bacia do Parnaíba (pela Eneva)”, disse o diretor, pontuando ainda que é a maior estrutura única encontrada na bacia, com 37 quilômetros quadrados.

Sequoia (SEQL3)

A receita bruta total registrada pela Sequoia no 4º trimestre de 2020 atingiu R$ 409,6 milhões, com crescimento de 114% em relação ao obtido no mesmo período do ano anterior, impulsionado principalmente pelo segmento B2C e B2B.

O Ebitda ajustado foi de R$ 38 milhões, tendo crescido 52% versus o obtido no 4T19, reflexo do início da captura de sinergia das recém adquiridas (TA e Direcional).

O lucro líquido ajustado atingiu R$ 30,7 milhões, (+144% ante o 4T19), reflexo do aumento da receita no período, da otimização de custos oriundos por densidade de rotas, dos investimentos em automação nos períodos anteriores que já trouxeram resultados positivos para a Companhia, além da diluição do custo fixo e melhora na estrutura de capital.

Vale (VALE3)

A Vale comunicou aos bondholders o resgate de todos os bonds com cupom de 3,750% e com vencimento em 10 de janeiro de 2023. O saldo remanescente é de € 750 milhões e o resgate será efetuado em 29 de março de 2021.

Segundo a companhia, o procedimento é consistente com a estratégia da Vale de disciplina na alocação de capital.

Grupo Mateus (GMAT3)

O Grupo Mateus informou que segue consolidando seu robusto plano de expansão. Somente no mês de fevereiro, o Grupo abriu quatro novas lojas, ampliando e fortalecendo sua presença nos estados do Maranhão, Pará e Piauí.

A abertura das novas lojas representa a geração de 1.105 empregos diretos e reforça a visão de negócio do Grupo, a partir do aperfeiçoamento da sua estrutura logística, oferta de novos serviços e investimento na formação de pessoas.

Com as inaugurações realizadas em fevereiro, o Grupo Mateus encerrou o mês com 165 lojas em operação, sendo 51 de varejo, 35 de atacarejo e 79 de eletro. Por estado, são 100 lojas no Maranhão, 58 no Pará e 7 no Piauí.

(Com Reuters)

Calendário de divulgação dos próximos resultados:

  • PetroRio (PRIO3) – 1 de março
  • Copasa (CSMG3) – 1 de março

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).