Goldman Sachs retoma mesa de negócios de criptomoedas

REUTERS/Dado Ruvic
REUTERS/Dado Ruvic

O banco também está explorando o potencial para um fundo de bitcoin negociado em bolsa

O Goldman Sachs retomou suas atividades na mesa de negociação de criptomoedas e começará negociando futuros de bitcoin ​​para clientes na próxima semana, disse uma pessoa a par do assunto.

A mesa faz parte das atividades do Goldman dentro do setor de ativos digitais, que também inclui projetos envolvendo tecnologia blockchain e moedas digitais de bancos centrais. Como parte desse trabalho, o banco também está explorando o potencial para um fundo de bitcoin negociado em bolsa e emitiu um pedido de informações para explorar a custódia de ativos digitais, disse a fonte.

A retomada da mesa ocorre em meio a um interesse crescente de instituições em bitcoin, que disparou mais de 470% no ano passado. A criptomoeda é vista por investidores e por algumas empresas como uma proteção contra a inflação.

Embora seu preço tenha aumentado significativamente no último ano, o bitcoin permanece altamente volátil. A moeda virtual atingiu cotação de US$ 58 mil em 21 de fevereiro e depois teve queda de 25%, antes de recuperar parte do terreno perdido alguns dias depois.

O Goldman criou um balcão de criptomoeda pela primeira vez em 2018. Na ocasião, o preço do bitcoin estava caindo de níveis recordes, reduzindo o interesse dos investidores em moedas digitais. Desde então, a infraestrutura de mercado para bitcoin e outras grandes criptomoedas amadureceu significativamente, com muitas instituições financeiras estabelecidas, incluindo CME, Intercontinental Exchange e Fidelity oferecendo produtos e serviços. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).