Senado mantém em PEC Emergencial limite de R$ 44 bi de exceção ao teto para auxílio emergencial

Por 55 votos a 17, o limite foi mantido no texto da Proposta de Emenda Constituição (PEC).

Redação
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Adriano Machado
REUTERS/Adriano Machado

Por 55 votos a 17, o limite foi mantido no texto da Proposta de Emenda Constituição (PEC)

Acessibilidade


O Senado decidiu manter na PEC Emergencial o limite de R$ 44 bilhões para o montante que poderá ser excepcionalizado das regras fiscais em 2021 para o auxílio financeiro aos vulneráveis diante da crise do coronavírus.

Por 55 votos a 17, o limite foi mantido no texto da Proposta de Emenda Constituição (PEC), que abre caminho para a concessão do auxílio e traz os chamados gatilhos fiscais, a serem acionados quando a despesa obrigatória ultrapassar 95% da despesa primária total.

Rejeitado o destaque, a PEC teve sua tramitação concluída no Senado e segue, agora, para a Câmara dos Deputados, onde deve ser analisada diretamente em plenário. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: