Vendas no varejo aceleram queda para 17,1% em fevereiro, mostra ICVA

Segmento de supermercados e hipermercados foi um dos poucos que apresentou variação positiva

Redação
Compartilhe esta publicação:
Tom Werner/Getty Images
Tom Werner/Getty Images

ICVA acompanha mensalmente 1,5 milhão de varejistas credenciados

Acessibilidade


As vendas no varejo brasileiro recuaram 17,1% em fevereiro na comparação com o mesmo mês do ano passado, descontada a inflação, mostrou o ICVA (Índice Cielo de Varejo Ampliado), que acompanha mensalmente 1,5 milhão de varejistas credenciados à maior empresas de meio de pagamentos do país.

Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, houve queda de 9,9%. Nos dois casos, a performance mostra nova piora em relação ao mês anterior, quando as vendas reais caíram 12,6% e as nominais recuaram 6,3%.

VEJA TAMBÉM: IGP-10 passa a subir 2,99% em março com destaque para alta dos combustíveis, diz FGV

“A pandemia continua impactando o varejo. Depois da recuperação observada até outubro, já estamos no quarto mês seguido de queda, voltando ao patamar de agosto”, afirmou o chefe de Inteligência da Cielo, Pedro Lippi.

Um dos poucos segmentos com variação positiva, segundo ele, foi o de supermercados e hipermercados, enquanto o de serviços, em especial o setor de turismo e transporte, permanece com a maior queda, refletindo o impacto das medidas de restrição em todo o país. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: