Elon Musk e Bernard Arnault ganham US$ 13 bilhões cada em uma semana

A alta do índice S&P levou ao aumento da fortuna de alguns dos homens mais ricos do mundo.

Hank Tucker
Compartilhe esta publicação:
Pool/Equipe/Getty Images
Pool/Equipe/Getty Images

Elon Musk, cofundador da Tesla, teve um salto de US$ 12,3 bilhões em um único dia na terça-feira (13)

Acessibilidade


O índice S&P 500 fechou em alta recorde ontem (16) pela quarta semana consecutiva, aumentando as fortunas da maioria das pessoas mais ricas do mundo e colocando o clube centibilionário à beira de receber um oitavo membro sem precedentes.

Ninguém se beneficiou mais com a alta do mercado do que Bernard Arnault, da LVMH, e Elon Musk, cofundador da Tesla, o segundo e o terceiro mais ricos do mundo, respectivamente, cujas fortunas aumentaram cerca de US$ 13 bilhões esta semana. Musk teve um salto de US$ 12,3 bilhões em um único dia na terça-feira (13) para passar para o segundo lugar – embora ontem Arnault o tenha superado novamente para retomar ao posto de segundo mais rico do mundo, com patrimônio líquido de US$ 181,6 bilhões, um pouco acima da fortuna de US$ 179,7 bilhões de Musk, de acordo com estimativas da Forbes. O ganho de 9,3% da Tesla esta semana superou o aumento modesto de 1,4% do S&P 500. O Dow Jones Industrial Average, que também fechou sexta-feira em alta recorde, subiu 1,2%.

LEIA MAIS: 10 setores que mais fizeram bilionários em 2021

A sacudida da Tesla no início da semana veio depois que Jed Dorsheimer, analista da Canaccord Genuity, mais que dobrou seu preço-alvo para as ações de US$ 419 para US$ 1.071 por papel. (A montadora fechou a sexta-feira em US$ 740) Dorsheimer comparou o potencial da empresa na indústria de energia renovável à forma como a Apple dominou a tecnologia de consumo e disse que a Tesla poderia expandir sua já forte marca de veículos elétricos para a energia solar e o mercado mais amplo de armazenamento de energia. As ações voláteis da companhia permanecem 16% abaixo de suas máximas de janeiro, mas se recuperaram em 31% de seu ponto mais baixo de 2021 em março.

As ações da LVMH também tiveram uma semana de destaque, subindo 7,8%, para um recorde histórico, alimentado pelas expectativas altas de vendas e uma série de aquisições e novas parcerias, incluindo a compra de US$ 15,8 bilhões da joalheria de luxo Tiffany & Co. pela LVMH, fechada em janeiro. O patrimônio líquido de US$ 181,6 bilhões de Arnault cresceu mais de US$ 100 bilhões desde março de 2020.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Tanto Musk quanto Arnault reduziram a diferença para Jeff Bezos, a pessoa mais rica do mundo, que terminou a semana com US$ 197,8 bilhões, US$ 1,4 bilhão a mais do que na semana passada. As ações da Amazon estão se aproximando do recorde alcançado em setembro passado, quando Bezos se tornou a primeira pessoa com uma fortuna de US$ 200 bilhões.

Os cofundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, estão se aproximando de um marco um pouco menos exclusivo. Page está perto de se tornar o oitavo centibilionário do mundo – alguém com, pelo menos, US$ 100 bilhões – uma semana depois que Warren Buffett, da Berkshire Hathaway, recuperou uma fortuna de 12 dígitos e o fundador da Oracle, Larry Ellison, cruzou esse limiar pela primeira vez. O patrimônio líquido de Page agora está em US$ 99,1 bilhões, US$ 500 milhões a mais do que na semana passada, e Brin não fica muito atrás, com US$ 96 bilhões.

Veja, na galeria de fotos abaixo, quais são os maiores ganhos de bilionários essa semana (a variação do patrimônio líquido é baseada no fechamento dos mercados de 9 a 16 de abril):

  • 1. Bernard Arnault & família

    Fortuna: US$ 181,6 bilhões (aumento de US$ 13 bilhões)

    Fonte de riqueza: LVMH

    Residência: França

    Vincent Isore/ IP3- Colaborador/ Getty Images
  • 2. Elon Musk

    Fortuna: US$ 179,7 bilhões (aumento de US$ 12,8 bilhões)

    Fonte de riqueza: Tesla

    Residência: Estados Unidos

    Joe Skipper/Reuters
  • 3. Brian Armstrong

    Fortuna: US$ 12,3 bilhões (aumento de US$ 5,8 bilhões)

    Fonte de riqueza: Criptomoeda

    Residência: Estados Unidos

    Reprodução/Forbes
  • 4. Larry Ellison

    Fortuna: US$ 104,6 bilhões (aumento de US$ 4,6 bilhões)

    Fonte de riqueza: Software

    Residência: Estados Unidos

    Phillip Faraone/Getty Images
  • 5. Michael Dell

    Fortuna: US$ 51,4 bilhões (aumento de US$ 3 bilhões)

    Fonte de riqueza: Computadores Dell

    Residência: Estados Unidos

    Reprodução/Forbes
  • 6. Tim Sweeney

    Fortuna: US$ 7,4 bilhões (aumento de 2,7 bilhões)

    Fonte de riqueza: Videogames

    Residência: Estados Unidos

    Reprodução/Forbes
  • 7. Zhong Shanshan

    Fortuna: US$ 64,9 bilhões (aumento de US$ 2,4 bilhões)

    Fonte de riqueza: Bebidas, indústria farmacêutica

    Residência: China

    Reprodução/Forbes
  • 8. Warren Buffett

    Fortuna: US$ 102,9 bilhões (aumento de US$ 2,3 bilhões)

    Fonte de riqueza: Berkshire Hathaway

    Residência: Estados Unidos

    CNBC/Getty Images
  • 9. Amancio Ortega

    Fortuna: US$ 79 bilhões (aumento de US$ 2,1 bilhões)

    Fonte de riqueza: Zara

    Residência: Espanha

    Reprodução/Forbes
  • 10. Fred Ehrsam (empate)

    Fortuna: US$ 3,9 bilhões (aumento de US$ 2 bilhões)

    Fonte de riqueza: Criptomoeda

    Residência: Estados Unidos

    Tammy Perez / Colaborador/Getty Images
  • 11. Robin Zeng (empate)

    Fortuna: US$ 29,4 bilhões (aumento de US$ 2 bilhões)

    Fonte de riqueza: Baterias

    Residência: Hong Kong

    picture alliance/Colaborador/Getty Images

1. Bernard Arnault & família

Fortuna: US$ 181,6 bilhões (aumento de US$ 13 bilhões)

Fonte de riqueza: LVMH

Residência: França

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: