Lojas Renner avalia oferta de ações e engaja bancos

A companhia afirmou , contudo, que não definiu ainda o destinação dos recursos

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Itaú BBA, BTG Pactual, Morgan Stanley, JPMorgan e Santander serão os coordenadores de uma eventual oferta

Acessibilidade


A Lojas Renner divulgou hoje (16) que avalia realizar uma oferta primária de ações com esforços restritos e que já engajou determinados assessores financeiros. A companhia afirmou, contudo, que “não há, nesta data, definição final quanto à realização da referida oferta, sua estrutura, destinação de recursos ou volume”.

Itaú BBA, BTG Pactual, Morgan Stanley, JPMorgan e Santander serão os coordenadores de uma eventual oferta, disse uma fonte à Reuters.

LEIA MAIS: Vendas no varejo do Brasil sobem 0,6% em fevereiro sobre janeiro, diz IBGE

As ações da varejista de moda dispararam na bolsa paulista nesta sexta-feira após o blog financeiro Brazil Journal divulgar que a companhia prepara oferta de ações de entre R$ 4 bilhões e R$ 4,5 bilhões para financiar o plano de crescimento orgânico e se preparar para uma possível fusão/aquisição.

Às 14h40, antes de ter a negociação suspensa por causa da divulgação do fato relevante, Lojas Renner ON subia 8,73%, a R$ 45,57 reais, maior alta do Ibovespa. No mesmo setor, Cia Hering ON saltava 7,1%, ainda embalada pelo anúncio de antes de ontem (14) quando recebeu – e recusou – uma proposta de fusão da Arezzo. Fora do Ibovespa, C&A Brasil ON e Lojas Marisa ON disparavam 10,4% e 12,15%, respectivamente. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Compartilhe esta publicação: