Vale tem subsidiária multada em R$ 2,4 milhões após inspeção municipal

17 irregularidades foram encontradas durante vistoria em Itaguaí (RJ), incluindo licença de operação vencida há nove anos

Redação
Compartilhe esta publicação:
Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

Inspeção na unidade de Itaguaí, no Rio de Janeiro, constatou 17 irregularidades

Acessibilidade


A mineradora Vale teve uma subsidiária, a Companhia Portuária Baía de Sepetiba (CPBS), multada em R$ 2,38 milhões pela prefeitura de Itaguaí, no Rio de Janeiro, após inspeção e vistoria da Secretaria Municipal do Ambiente e Sustentabilidade, informou a administração da cidade hoje (29).

A inspeção aconteceu no Terminal de Minério de Ferro e Granéis Sólidos localizado na Ilha da Madeira, em Itaguaí.

LEIA MAIS: Vale lucra US$ 5,5 bilhões no 1º trimestre com alta do minério e supera expectativa

“Ao todo foram mais de dezessete irregularidades anotadas no relatório de vistoria que vão desde a ausência de uma central de resíduos, até a Licença de Operação que está vencida há cerca de nove anos”, afirmou a prefeitura em comunicado.

Procurada, a Vale não respondeu de imediato a um pedido de comentários sobre a autuação. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: