Bolsas norte-americanas operam em queda em dia de feriado no Brasil

ETF AWZ, referência brasileira no exterior, cai 1,07%, a US$ 40,79 .

Iasmin Paiva
Compartilhe esta publicação:
Kawee Wateesatogkij EyeEm/GettyImages
Kawee Wateesatogkij EyeEm/GettyImages

ETF AWZ, referência brasileira no exterior, cai 1,07%, a US$ 40,79

Acessibilidade


Em dia de feriado no Brasil, os mercados estrangeiros operam em queda na manhã desta quinta-feira (3). Nos Estados Unidos, as baixas são puxadas pelas ações de tecnologia, enquanto investidores digerem o Relatório ADP sobre o mercado de trabalho privado norte-americano com a criação de 978 mil vagas em maio, e o PMI da China no último mês, em baixa em relação a abril. O ETF EWZ, referência do apetite no exterior pelos papéis brasileiros, opera em baixa de 1,07%, a US$ 40,79, às 10:32, no horário de Brasília.

O índice dólar DXY, referência do dólar norte-americano em relação a uma cesta de moedas, é negociado em alta de 0,42%, a 90,29 pontos, às 10:19, horário de Brasília. Amanhã, o mercado irá conhecer ainda o payroll, relatório sobre o mercado de trabalho nos EUA considerado um dos termômetros da economia do país.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

O relatório de emprego ADP de hoje mostrou a criação de 978 mil vagas de trabalho no setor privado dos EUA em maio, frente a expectativa de 650 mil postos. O dado reflete a recuperação do mercado de trabalho no país, em momento de reabertura da economia com mais de 40% da população já completamente vacinada. Os novos pedidos de seguro-desemprego no país, também divulgados nesta manhã, revelam queda de 35% nas solicitações recentes, para 385 mil ante 405 mil pedidos anteriores.

Perto das 10h36, horário de Brasília, o S&P 500 caía a 0,65%, o Nasdaq, 0,89%, e o Dow Jones, 0,63%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As Bolsas asiáticas apresentaram resultados mistos no fechamento do pregão de hoje. O Hang Seng, de Hong Kong, caiu 1,13% e o BSE Sensex, de Mumbai, fechou em alta de 0,74%; enquanto no Japão, o índice Nikkei valorizou 0,39%.

Na China, o índice Shanghai, teve queda de 0,36%, após o PMI (Índice Gerente de Compras) do Caixin/Markit, referente ao setor de serviços, registrar 55,1 pontos em maio, ante 56,3 pontos em abril. Apesar da desaceleração do crescimento no país, o indicador ainda está bem acima do nível 50 que separa a expansão da contração.

Os mercados europeus operam em queda nesta quinta-feira, uma vez que os investidores reagem aos novos dados da China. A Zona do Euro também divulgou o PMI composto final do IHS Markit, que subiu para 57,1 em maio, frente 53,8 em abril.

O Stoxx 600 cai a 0,43%; na Alemanha, o DAX desce 0,33%; o CAC 40 desvaloriza 0,41% na França; na Itália, o FTSE MIB é negociado em baixa de 0,17%; enquanto no Reino Unido, o FTSE 100 opera a 1,05% negativos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: