Reforma administrativa deve ser votada até 1ª quinzena de agosto em comissão, diz relator

AndressaAnholeteGettyImages
AndressaAnholeteGettyImages

O plano é levar o relatório sobre a reforma administrativa para a comissão especial até meados de agosto após uma série de audiências sobre o funcionalismo público

O relator da reforma administrativa, deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA), afirmou hoje (15) que a proposta deve ser votada na comissão especial onde tramita até a segunda quinzena de agosto.

O deputado pretende levar amanhã (16) uma sugestão de temas a serem debatidos em audiências públicas, como cláusulas de desempenho para funcionários públicos, estabilidade no serviço público, cargos em comissão e cargos em chefia.

LEIA MAIS: Comissão da Câmara aprova projeto que legaliza o cultivo de cannabis para fins medicinais no Brasil

“Espero que até o começo de agosto no mais tardar na primeira quinzena de agosto nós tenhamos condições de ter um relatório pronto, após as audiências públicas, para ser apreciado pelo plenário da comissão”, disse o relator em live transmitida pelo jornal Valor Econômico.

“Adianto que acho um exagero nós termos que fazer 40 audiências públicas”, disse Oliveira Maia. “O mínimo é dez, é muito pouco, mas acho que não precisa também chegarmos nem perto do máximo.”

A comissão especial que discutirá o mérito da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma administrativa foi instalada na última semana. A PEC já teve sua admissibilidade aprovada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Casa. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).