Confiança empresarial alemã cai em julho com escassez de suprimentos e temores de vírus

Índice de clima de negócios do Instituto Ifo caiu para 100,8 ante leitura revisada de 101,7 em junho.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Distrito financeiro de Frankfurt, na Alemanha

Acessibilidade


A confiança dos empresários alemães caiu inesperadamente em julho devido às preocupações contínuas com a cadeia de abastecimento e em meio ao aumento das infecções por coronavírus, na primeira queda desde janeiro, mostrou uma pesquisa hoje (26).

O instituto Ifo informou que seu índice de clima de negócios caiu para 100,8 ante leitura revisada de 101,7 em junho. Pesquisa da “Reuters” previa leitura de 102,1.

LEIA TAMBÉM: Confiança do consumidor no Brasil tem 4ª alta seguida e vai ao nível mais alto em 9 meses, diz FGV

O índice de expectativas do Ifo caiu para 101,2 de 103,7 em junho, enquanto o índice de condições atuais subiu de 99,7 para 100,4.

Quase 64% das empresas industriais na maior economia da Europa reclamaram de gargalos nas cadeias de abastecimento, enquanto 60% dos atacadistas e 42,5% dos varejistas também relataram escassez, de acordo com o instituto.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Eventos como a pandemia de Covid-19, desastres naturais na China e Alemanha e ataques cibernéticos conspiraram para levar as cadeias de suprimentos globais a um ponto de ruptura, ameaçando o fluxo de matérias-primas, peças e bens de consumo. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: