Ibovespa tem alta após divulgação de parecer da reforma tributária

Andressa Anholete/Getty Images
Andressa Anholete/Getty Images

Parecer do deputado Celso Sabino (PSDB-PA) apresentado hoje a parlamentares inclui diversas alterações à proposta inicial do governo para a segunda parte da reforma tributária

O Ibovespa reverteu o movimento de queda visto na manhã desta terça-feira (13) e operava com alta de 0,43%, a 128.144 pontos, às 15:10h de Brasília. O índice reagiu à apresentação do parecer do deputado Celso Sabino (PSDB-PA), relator da segunda parte da reforma tributária. O parlamentar propôs diversas alterações à proposta inicial enviada pelo governo, principalmente uma maior redução do Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ) e a manutenção da desoneração dos FIIs (fundos imobiliários) – o Ministério da Economia queria uma alíquota de 15% sobre esses investimentos.

O parecer propõe uma alíquota de 2,5% para o IRPJ que começaria a valer em 2023 para as empresas com lucro de até R$ 20 mil. Para as que excederem esse patamar, a queda será de 25% para 12,5%. Em 2022, a redução seria de 15% para 5%.

LEIA MAIS: Inflação nos EUA acelera em junho e acumula alta de 5,4% em 12 meses

No entanto, além das duas medidas que agradaram o mercado, o relator manteve a proposta original do governo de tributar em 20% os lucros dos dividendos.

De acordo com o sócio da Manchester Investimentos Eduardo Cubas Pereira, o projeto entregue pelo Ministério da Economia no final do mês passado não agradou agentes financeiros. “À medida que as negociações sobre o texto avançam, porém, o mercado acaba reagindo bem”, afirmou, destacando, por exemplo, a decisão sobre a não tributação dos FIIs.

Nos Estados Unidos, os índices S&P 500 e Nasdaq começaram a recuar no início desta tarde, após terem altas durante a manhã impulsionados por ações de empresas de tecnologia, principalmente Amazon.com, Apple e Netflix. Às 15h15, de Brasília, o S&P 500 caía 0,20%, a 4.375 pontos, e o Nasdaq, 0,27%, a 14.692 pontos.

O Dow Jones também tem queda, de 0,18%, a 34.933 pontos. O mercado norte-americano digere dados da inflação acima do esperado e números robustos no primeiro dia da temporada de balanços do segundo trimestre.

O dólar sobe contra o real, com alta de 0,12% e é negociado a R$ 5,1815 na venda, às 15:05h. A cotação da moeda norte-americana oscila desde a abertura do pregão e até o momento atingiu a máxima intradiária de R$ 5,223 e a mínima de R$ 5,149. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).