Intel negocia compra da GlobalFoundries por cerca de US$ 30 bilhões

O negócio não é garantido, já que a produtora de semicondutores está planejando um IPO no final do ano

Redação
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

A negociação faz parte do plano da Intel de expandir sua capacidade de fabricação de chips avançados

Acessibilidade


A Intel negocia comprar a fabricante de semicondutores GlobalFoundries por cerca de US$ 30 bilhões, publicou o Wall Street Journal ontem (15), citando pessoas familiarizadas com o assunto.

O negócio, no entanto, não é garantido, já que a produtora de semicondutores com sede em Santa Clara está planejando um IPO (oferta inicial de ações) no final do ano.

LEIA MAIS: Fintech Remessa Online negocia novo aporte de R$ 250 milhões

De acordo com o Journal, nenhuma negociação parece incluir a GlobalFoundries diretamente, já que um porta-voz da empresa disse à publicação que não estava em negociações com a Intel.

A Intel, uma das últimas empresas da indústria de semicondutores que projeta e fabrica seus próprios chips, disse no início deste ano que expandiria sua capacidade de fabricação de chips avançados, gastando até US$ 20 bilhões para construir fábricas nos Estados Unidos e no exterior, como compete com a Semiconductor Manufacturing e a coreana Samsung.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os líderes governamentais nos EUA e na Europa também levantaram preocupações sobre o domínio da fabricação de chips em Taiwan, devido às tensões com a China.

A GlobalFoundries, do fundo soberano de Abu Dhabi Mubadala, tem uma presença de manufatura nos EUA, Europa e Ásia.

Seus clientes incluem a AMD, sua controladora antes de a designer de semicondutores desmembrar a GlobalFoundries há mais de uma década.

Intel, Mubadala Investment e GlobalFoundries não responderam imediatamente aos pedidos de comentários da Reuters. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: