Conheça outros megadoadores do Giving Pledge, movimento que acaba de ganhar a adesão de David Vélez, do Nubank

Iniciativa já conta com 223 nomes, como Elie Horn e Suzy Horn, os únicos brasileiros, Mark Zuckerberg, Richard Branson e George Lucas.

Mariangela Castro
Compartilhe esta publicação:
Gabriel Rinaldi
Gabriel Rinaldi

Cofundador do Nubank, David Vélez tem fortuna de US$ 5,2 bilhões e doará patrimônio para iniciativas na América Latina

Acessibilidade


Dedicar parte de suas fortunas à filantropia e ao bem comum já não é um costume raro no mundo dos superricos: cada vez mais, esse grupo de pessoas tem dedicado seus recursos e esforços para promover impacto positivo no mundo. Foi esse compromisso e desejo que moveu o colombiano e cofundador do Nubank, David Vélez, a anunciar ontem (11) sua adesão, ao lado da esposa Mariel Reyes, ao The Giving Pledge (Promessa de Doação, em tradução livre). 

A instituição – criada em 2010 pelos bilionários Bill Gates, Melinda French Gates e Warren Buffett – incentiva famílias e donos de grandes patrimônios em diferentes países a assumir o compromisso de doar pelo menos metade de suas fortunas para causas sociais.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Como signatários do The Giving Pledge, Vélez e Mariel pretendem destinar suas doações por meio de uma nova plataforma filantrópica, que se concentrará em melhorar as oportunidades criadas para as crianças e jovens adultos mais vulneráveis ​​e desfavorecidos da América Latina.

Aos 39 anos, Vélez tem fortuna estimada em US$ 5,2 bilhões pela Forbes, a maior parte proveniente do Nubank, banco digital cofundado pelo empresário em 2013 e avaliado em US$ 25 bilhões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“[A América Latina é] uma região com tanto potencial, mas onde muitos ainda vivem na pobreza e têm poucas oportunidades na vida de crescer e se desenvolver plenamente”, escreveu o casal em sua carta de adesão.

O documento também compartilha as quatro reflexões que levaram o casal a tomar a decisão de doar sua fortuna. O primeiro é a incontestável mortalidade: “Qual é o sentido de morrer com tantos bens materiais quando um gesto pode transformar radicalmente toda a jornada de alguém?”, perguntam.

O casal também defende que, com o tempo, grandes patrimônios perdem sua utilidade.  “Há um limite de quanto dinheiro alguém pode gastar e, a partir de certo ponto, a riqueza adicional não traz felicidade”, avaliam.  

A decisão de doar suas fortunas também está relacionada ao ambiente que querem criar para seus filhos. “Nesta era de abundância para alguns, centenas de milhões de pessoas vão para a cama todas as noites com o estômago vazio, mas simplesmente não conseguem encontrar uma mão amiga”, escrevem na carta.

Ser bilionário não é requisito para fazer parte da organização, embora a grande maioria dos participantes figure no ranking de bilionários da Forbes. Antes de Vélez, Elie Horn, empresário sírio radicado no Brasil, e sua esposa, Suzy Horn, também assinaram a lista, em 2015. Horn é fundador e acionista da construtora Cyrela. Os dois casais são os únicos latino-americanos signatários da organização.

LEIA MAIS: Bilionários self-made: 10 brasileiros que criaram suas próprias fortunas

Outros empreendedores famosos se comprometeram com a doação de seus patrimônios. Entre eles estão Mark Zuckerberg, criador do Facebook, e sua esposa, Priscilla Chan; Richard Branson, primeiro bilionário a viajar ao espaço, e sua esposa, Joan Branson; Elon Musk, fundador da Tesla, e Mackenzie Scott, ex-esposa de Jeff Bezos, fundador da Amazon.

Warren Buffett, um dos criadores da instituição, já doou metade de sua fortuna para causas sociais. A maior transferência de caridade realizada pelo investidor foi em julho deste ano, quando doou US$ 4,1 bilhões em ações da Berkshire Hathaway para a instituição filantrópica Bill e Melinda Gates Foundation. Há 15 anos, Buffett se comprometeu a doar 99% de seu patrimônio em vida.

Confira, na galeria abaixo, alguns dos 223 signatários do The Giving Pledge e trechos das cartas assinadas ao firmarem o compromisso:

  • David Vélez e Mariel Reyes

    Adesão ao Giving Pledge: 2021
    Patrimônio: US$ 5,2 bilhões
    Fonte da fortuna: Nubank

    “As oportunidades não são distribuídas igualmente, e acreditamos que haja milhões de pessoas hoje dispostas a trabalhar duro para construir comunidades e países melhores, mas, muitas vezes, simplesmente não têm acesso a oportunidades de impulsioná-las para uma trajetória de vida diferente, de impacto social positivo.”

    Reprodução / Giving Pledge
  • Elie Horn e Suzy Horn

    Adesão ao Giving Pledge: 2015
    Patrimônio: R$ 3,25 bilhões
    Fonte da fortuna: Cyrela

    “Como seres humanos, não levaremos nada conosco – as únicas coisas que devemos levar são as boas ações que realizamos neste mundo. Estamos aqui para ser testados e cada um de nós deve conceder o fruto de suas habilidades. Faço minha promessa com prazer e com a boa sensação de ter feito o possível para dar sentido à minha missão neste mundo. Meu falecido pai doou 100% do que tinha.”

    Divulgação
  • Mark Zuckerberg e Priscilla Chan

    Adesão ao Giving Pledge: 2015
    Patrimônio: US$ 129,3 bilhões
    Fonte da fortuna: Facebook

    “Acreditamos veementemente que as pessoas não devem esperar para retribuir. Nossa doação está apenas começando e nos comprometemos a ser aprendizes, ouvintes e participantes ativos nos anos que virão. Dedicaremos nossos recursos, bem como nosso tempo e energia pessoais.”

    Reprodução / Facebook
  • Brian Armstrong

    Adesão ao Giving Pledge: 2019
    Patrimônio: US$ 9,7 bilhões
    Fonte da fortuna: Coinbase

    “Seja por meio da melhoria da educação, da criação de um campo de atuação mais equitativo ou do aumento da liberdade econômica, estou interessado em ajudar mais pessoas a ver suas ideias se concretizando no mundo.”

    Steven Ferdman / Getty Images
  • Richard Branson e Joan Branson

    Adesão ao Giving Pledge: 2013
    Patrimônio: US$ 4,6 bilhões
    Fonte da fortuna: Virgin Galactic

    “Coisas materiais realmente não trazem felicidade. Família, amigos, boa saúde e a satisfação que vem de fazer uma diferença positiva são o que realmente importa. Começamos tentando dar voz aos jovens dos anos 1960 e espero que nosso ‘compromisso de doação’ ajude muitas gerações futuras.”

    Getty Images
  • Warren Buffett

    Adesão ao Giving Pledge: 2010
    Patrimônio: US$ 105,1 bilhões
    Fonte da fortuna: Berkshire Hathaway

    “Eu e minha família fazemos isso não por culpa, mas sim por gratidão. Se usássemos mais de 1% dos cheques a que tenho direito (certificados de ações da Berkshire Hathaway) para nós mesmos, nossa felicidade e bem-estar não seriam alterados. Em contraste, os 99% restantes podem ter um efeito enorme na saúde e no bem-estar de outras pessoas. Essa realidade estabelece um curso óbvio para mim e minha família: manter apenas o que precisamos e distribuir o restante para a sociedade e para suas necessidades.”

    CNBC / Getty Images
  • Bill Gates e Melinda Gates

    Adesão ao Giving Pledge: 2010
    Patrimônio: US$ 130,4 bilhões e US$ 5,8 bilhões
    Fonte da fortuna: Microsoft

    Atualmente divorciado, o casal Gates escreveu em sua carta de adesão ao Giving Pledge: “Nós dois tivemos a sorte de crescer com pais que nos ensinaram alguns valores extremamente importantes. Trabalhe duro. Mostre respeito. Tenha senso de humor. E se acontecer de a vida abençoá-lo com talento ou tesouro, você tem a responsabilidade de usar esses dons da melhor e mais sábia maneira possível.”

    GettyImages
  • Elon Musk

    Adesão ao Giving Pledge: 2012
    Patrimônio: US$ 183,1 bilhões
    Fonte da fortuna: Tesla

    “Espero que este anúncio [de minha adesão ao Giving Pledge] convença outros a fazerem o mesmo.”

    YasinOzturk / Getty Images
  • Pierre e Pam Omidyar

    Adesão ao Giving Pledge: 2010
    Patrimônio: US$ 24,3 bilhões
    Fonte da fortuna: eBay

    “Quando o eBay abriu o capital em 1998, Pam e eu de repente nos vimos em uma posição de grande fortuna. Em questão de dias, deixamos uma vida modesta para alcançar uma posição na lista de bilionários da Forbes. Foi uma experiência surreal. Mas a responsabilidade que sentíamos por ser administradores desta riqueza era genuína – e tem crescido desde então. Nossa visão é bastante simples. Temos mais dinheiro do que nossa família precisará. Não há necessidade de guardá-lo se ele pode ser usado hoje para ajudar a resolver alguns dos problemas mais difíceis do mundo.”

    Getty Images
  • Judy Faulkner

    Adesão ao Giving Pledge: 2015
    Patrimônio: US$ 6,5 bilhões
    Fonte da fortuna: Epic Systems

    “Há muitos anos, perguntei aos meus filhos quais eram as duas coisas que eles precisavam de seus pais. Eles responderam ‘comida e dinheiro’. Eu disse a eles que era ‘raízes e asas’. Meu objetivo ao doar 99% dos meus ativos para a filantropia é ajudar outras pessoas com raízes – comida, calor, abrigo, saúde, educação – para que eles também possam ter asas.”

    Reprodução / Forbes
  • John Paul DeJoria

    Adesão ao Giving Pledge: 2011
    Patrimônio: US$ 2,7 bilhões
    Fonte da fortuna: Patrón Spirits Co. e John Paul Mitchell Systems

    “Seja alimentando milhares de órfãos em países do terceiro mundo, salvando baleias, ajudando sem-teto a encontrar um emprego, protegendo nossas nascentes, resgatando crianças da prostituição, ensinando e fornecendo equipamentos para famílias culltivarem seus próprios vegetais ou qualquer outro ato de doar… Retribuir é uma prática e uma alegria que desejo que minha família cultive.”

    John Sciulli / Getty Images
  • Mackenzie Scott e Dan Jewett

    Adesão ao Giving Pledge: 2019
    Patrimônio: US$ 55,3 bilhões
    Fonte da fortuna: Amazon

    “Existem muitos recursos que cada um de nós pode retirar de nossos cofres para compartilhar com os outros. E algo maior surge toda vez que doamos. Não tenho dúvidas de que existe um valor tremendo quando as pessoas agem rapidamente no impulso de doar. Nenhum impulso tem mais efeitos colaterais positivos do que o desejo de servir.”

    Reprodução / Giving Pledge
  • Ted Turner

    Adesão ao Giving Pledge: 2010
    Patrimônio: US$ 2,3 bilhões
    Fonte da fortuna: Turner Broadcasting

    “Sou particularmente grato pelo conselho de meu pai de estabelecer metas tão altas que não possam ser alcançadas durante a vida toda e de dar ajuda onde a ajuda é mais necessária. Essa inspiração me mantém energizado e ansioso para continuar trabalhando duro todos os dias para retribuir e fazer do mundo um lugar melhor para as gerações futuras. ”

    Getty Images
  • Príncipe Alwaleed Bin Talal Bin Abdulaziz AlSaud

    Adesão ao Giving Pledge:
    Patrimônio: não disponível
    Fonte da fortuna: Casa Real da Arábia Saudita

    “A filantropia tem o poder de proporcionar um progresso extraordinário. Pode combater a pobreza, empoderar as mulheres, desenvolver comunidades e fornecer ajuda de emergência para quem mais precisa. Tão importante quanto, também tem o poder de reduzir as divisões que existem entre as diferentes culturas ao redor do mundo.”

    Barry Iverson
  • Larry Ellison

    Adesão ao Giving Pledge: 2010
    Patrimônio: US$ 116,5 bilhões
    Fonte da fortuna: Oracle

    “Muitos anos atrás, coloquei praticamente todos os meus bens em um fundo com a intenção de doar pelo menos 95% desse patrimônio para instituições de caridade. Já doei centenas de milhões de dólares para a pesquisa e educação médica e darei bilhões a mais com o tempo.”

    Phillip Faraone / Getty Images
  • George Lucas e Mellody Hobson

    Adesão ao Giving Pledge: 2012
    Patrimônio: US$ 7,1 bilhões
    Fonte da fortuna: Lucasfilm

    “Nosso compromisso é com o processo; enquanto tivermos os recursos, procuraremos elevar o padrão para as futuras gerações de alunos de todas as idades. Estamos dedicando a maior parte da nossa riqueza para melhorar a educação.”

    David Livingston/GettyImages
  • Joe Gebbia

    Adesão ao Giving Pledge: 2016
    Patrimônio: US$ 10,2 bilhões
    Fonte da fortuna: Airbnb

    “Quero dedicar meus recursos para levar o momento de instanciação [quando alguém tem uma ideia e consegue torná-la real] para o máximo de pessoas que eu puder. Desbloqueando o entendimento de que eles podem fazer coisas acontecerem, que podem moldar o mundo ao seu redor. Quero permitir que o maior número de pessoas, especialmente em comunidades carentes, vivencie essa magia em primeira mão.”

    Riccardo Savi / GettyImages

David Vélez e Mariel Reyes

Adesão ao Giving Pledge: 2021
Patrimônio: US$ 5,2 bilhões
Fonte da fortuna: Nubank

“As oportunidades não são distribuídas igualmente, e acreditamos que haja milhões de pessoas hoje dispostas a trabalhar duro para construir comunidades e países melhores, mas, muitas vezes, simplesmente não têm acesso a oportunidades de impulsioná-las para uma trajetória de vida diferente, de impacto social positivo.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: