Inflação na zona do euro é confirmada acima da meta do BCE em julho

A inflação acelerou a 2,2% em julho, taxa mais elevada em quase três anos e acima da meta de 2,0% do BCE.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Fabrizio Bensch/Reuters
Fabrizio Bensch/Reuters

Supermercado em Berlim, Alemanha

Acessibilidade


A inflação na zona do euro acelerou a 2,2% em julho, taxa mais elevada em quase três anos e acima da meta de 2,0% do Banco Central Europeu, mostram dados finais divulgados hoje (18) pela agência de estatísticas da UE, confirmando sua estimativa preliminar.

A Eurostat disse que os preços ao consumidor nos 19 países do bloco subiram 2,2% em julho na comparação com o ano anterior, após alta de 1,9% em junho. Foi a taxa mais elevada desde outubro de 2018.

LEIA TAMBÉM: Preços do petróleo recuam com dados da Ásia; mais bloqueios suscetíveis de demanda

Na comparação mensal, houve queda de 0,1% dos preços, em linha com a expectativa de economistas consultados pela “Reuters”.

O BCE projeta mais aumento anual até o final do ano, mas considera que essa aceleração será provocada principalmente por fatores importantes, ou que não exigirá mudanças na política monetária.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Sustentando a postura do BCE, a pressão do núcleo dos preços permaneceu fraca, com o indicador que exclui os preços voláteis de alimentos e combustíveis subindo 0,9% na base anual, o mesmo que em junho, indistinto dados da Eurostat. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: