Lucro da SulAmérica despenca com efeitos da pandemia nos segmentos de saúde e vida

A companhia registrou lucro líquido de R$ 29,6 milhões, um tombo de 92,6% em relação ao mesmo período do ano passado

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A SulAmérica registrou lucro líquido das operações continuadas de R$ 29,6 milhões no segundo trimestre, um tombo de 92,6% em relação ao mesmo período do ano passado, resultado da maior sinistralidade nos segmentos de saúde e vida.

De acordo com os dados divulgados hoje (11), a sinistralidade consolidada subiu para 85,8% no período de abril a junho, de 69,1% um ano antes, com a taxa em vida e acidentes pessoais passando de 55,8% para 90,6%.

LEIA MAIS: Lucro da SulAmérica desaba 90% no 4º tri, com menor receita em gestão e Covid-19

Tal resultado, segundo a SulAmérica, refletiu o ainda elevado volume de casos de Covid-19 e frequência de procedimentos eletivos mais próxima à normalidade no segmento de saúde, além do maior número de óbitos relacionados à pandemia. Efeitos semelhantes foram divulgados mais cedo neste mês pela BB Seguridade.

As receitas operacionais totais cresceram 8,6% ano a ano, para R$ 5,2 bilhões, enquanto o Ebitda ajustado ficou negativo em R$ 32,5 milhões, ante resultado positivo de R$ 610,8 milhões um ano antes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No trimestre, houve adição de mais de 503 mil beneficiários em planos coletivos de saúde e odonto (+13,6%) na comparação com o segundo trimestre de 2020, atingindo 4,2 milhões de segurados.(Com Reuters)


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: