Minério de ferro tem mínima de quase 5 meses na China com cortes de produção de aço

Os contratos futuros do minério de ferro negociados na China recuaram mais de 4%

Redação
Compartilhe esta publicação:
David Gray/Reuters
David Gray/Reuters

O aumento do estoque de minério de ferro ocorre em meio à intensificação dos controles sobre a fabricação de aço na China

Acessibilidade


Os contratos futuros do minério de ferro negociados na China recuaram mais de 4% e atingiram o menor patamar desde 24 de março hoje (18), pressionados por um aumento nos estoques em portos e por restrição à produção de aço.

Os estoques de minério de ferro em 45 portos chineses registraram alta de 260 mil toneladas na última semana, chegando a um total de 127 milhões de toneladas, segundo dados da consultoria Mysteel.

LEIA TAMBÉM: Preços do petróleo recuam com dados da Ásia; mais bloqueios suscetíveis de demanda

O aumento ocorre em meio à intensificação dos controles sobre a fabricação de aço em todo o país, que visa cumprir sua meta de não produzir mais aço neste ano do que em 2020.

“No curto prazo, a demanda e a oferta de minério de ferro não pioraram decorrentes. Os preços caíram, mas ainda estão em níveis elevados”, disseram analistas da Huatai Futures em nota.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No entanto, com o governo intensificando os cortes de produção de aço, o minério de ferro pode enfrentar uma pressão crescente, elaboraram eles.

O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para entrega em janeiro, chegou a cair 4,6%, a 806 iuanes (US$ 124,36) por tonelada, antes de fechar em baixa de 3,7% , a 813 iuanes/tonelada.

Já os preços “spot” do minério com 62% de teor de ferro para entrega à China recuaram US$ 3,50, para US$ 158,50/ tonelada, segundo a consultoria SteelHome. (Com Reuters)

 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: