Natura&Co lucra R$ 235 milhões no 2º trimestre

O Ebitda da companhia caiu 3,4% sobre um ano antes, para R$ 630 milhões.

Redação
Compartilhe esta publicação:

A Natura & Co divulgou ontem (12) lucro de cerca de R$ 235 milhões para o segundo trimestre, revertendo prejuízo do ano anterior, graças às estratégias aprimoradas de e-commerce e integração com a norte-americana Avon.

Acessibilidade


O resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) caiu 3,4% sobre um ano antes, para R$ 630 milhões.

LEIA TAMBÉM: Alta de volumes e tarifas impulsiona receita da Rumo no 2º trimestre, mas lucro cai

Apesar do impacto da pandemia no setor global de beleza e cuidados pessoais, a empresa informou que suas quatro marcas – The Body Shop, Avon, Aesop e Natura – tiveram vendas maiores no período.

O presidente-executivo, Roberto Marques, disse no balanço que a Natura está no caminho certo para cumprir suas metas para 2023. Em abril, a empresa estabeleceu como objetivo atingir entre R$ 47 bilhões e R$ 49 bilhões de receita líquida até 2023 e margem Ebitda de dois dígitos.

As ações de vendas sociais e e-commerce, tendência crescente no setor de cosméticos, e as vendas online contribuíram com 51% das vendas totais da Natura neste ano e ajudaram a compensar o impacto da pandemia. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: